Em jogo tranquilo, Cruzeiro confirma favoritismo, vence o Bota e avança

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte,MG

21-09-2016 23:46:07

Sem grandes dificuldades e amparado pelo resultado da partida de ida, quando venceu o Botafogo por 5 a 2, o Cruzeiro confirmou o favoritismo batendo novamente o Glorioso, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, e avançou às quartas de final da Copa do Brasil.

O largo resultado conquistado pelo Cruzeiro no Rio complicou em partes o duelo desta quarta. Isso porque o primeiro tempo foi de equipes que buscaram o resultado, com o Botafogo bem postado em campo, atuando taticamente, e a Raposa também jogando um bom futebol. A etapa complementar, no entanto, teve nível inferior, com os times esperando apenas o apito final e com poucas chances de gol.

O Cruzeiro agora volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro, e encontra o Flamengo, no domingo, às 16h (de Brasília). O Botafogo segue em Belo Horizonte para enfrentar o América, no sábado, às 21h, no Independência.

Cruzeiro supera início sem emoções e abre o placar com Bruno Rodrigo

O Cruzeiro começou a partida melhor, aproveitando a escalação alternativa do clube da Estrela Solitária. Logo nos primeiros minutos, a Raposa chegou com um bom cruzamento de Edimar, a bola passou na frente de Abila, mas ele não alcançou.

Após os 10 minutos, o Botafogo começou a gostar mais do confronto. O time de Jair Ventura trocava passes e tentava encontrar espaços. O Cruzeiro, no entanto, não facilitava – embora contasse com o resultado a seu favor.

Aos 16, a primeira boa chance da partida: após cruzamento pela direita, Leandro finalizou muito bem e obrigou o goleiro Rafael a fazer uma boa defesa. O Botafogo, mesmo com um grande resultado contrário, tentava a sorte.

O duelo, após os 20 minutos, perdeu em qualidade. As equipes, frias, pouco conseguiam criar. O Botafogo bem postado em campo agredia pouco, situação parecida do Cruzeiro.

Aos 36, o Cruzeiro tratou de esquentar o jogo. Após cruzamento na área, o zagueiro Bruno Rodrigo subiu sozinho para colocar no canto esquerdo de Helton Leite e levantar a torcida que estava desanimada. Até o término do primeiro tempo, a Raposa seguiu tentando mais gols, mas parou em finalizações erradas ou nas mãos de Helton Leite.

Segundo tempo morno

A partida voltou morna. O Cruzeiro com o resultado na mão e o Botafogo cumprindo tabela em campo. Com as duas equipes sem grandes aspirações, a partida perdeu em qualidade técnica, os times não criavam e o jogo não era bom.

Somente após os 20 minutos de jogo, o confronto começou a ter lances de mais perigo. Primeiro o Botafogo aproveitando o espaço deixado pelo Cruzeiro e chegando com um chute forte de Lindoso, mas parando em boa defesa de Rafael. Depois foi a vez da Raposa, com duas chegadas, uma com Arrascaeta e em seguida com ótima cobrança de falta de Edimar.

A falta de responsabilidade dos dois lados, entretanto, claramente prejudicava o confronto. O jogo terminou sem grandes chances.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 0 BOTAFOGO

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de setembro de 2016 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Herman Brumel Vani (SP)
Cartões Amarelos: Leandro, Emerson e Victor Luis (Botafogo)

GOLS: Bruno Rodrigo, aos 36 do primeiro tempo (Cruzeiro)

CRUZEIRO: Rafael, Lucas, Bruno Rodrigo, Manoel e Edimar; Henrique, Ariel Cabral (Denilson), Elber (Alisson) e De Arrascaeta; Rafinha e Ramón Ábila (Willian)
Técnico: Mano Menezes

BOTAFOGO: Helton Leite, Emerson Silva, Renan Fonseca, Diego, Rodrigo Lindoso (Vinicius), Victor Luis, Juan Salgueiro (Rodrigo Pimpão), Bruno Silva, Luis Henrique (Gervasio Nuñez), Leandro, Dierson
Técnico: Jair Ventura

Deixe seu comentário