Novo reforço do Shakhtar, Dodô já sonha com Champions e Seleção

Marcelo Baseggio - São Paulo,SP

11-01-2018 08:00:25

Aos 19 anos, Dodô está prestes a iniciar uma trajetória no futebol europeu. Apesar da pouca idade, o sonho de todo jovem que está dando seus primeiros passos no mundo da bola parece não assustar o lateral-direito, vendido ao Shakhtar Donestk, da Ucrânia, por 2 milhões de euros (R$ 7,7 milhões) no fim do ano passado. Revelado pelo Coritiba, o jovem atleta encontrará um cenário bastante diferente do que se acostumou em seus primeiros anos de carreira, mas após participar da campanha que acabou resultando no rebaixamento do Coxa em 2017, as adversidades já não o incomodam mais.

Dodô subiu para o profissional em 2016, após se destacar na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Logo em seu ano de estreia na equipe principal do Coxa, o lateral-direito conseguiu uma boa sequência de jogos e se tornou figura constante na equipe comandada pelo técnico Gilson Kleina. Com passagens pelas Seleções Brasileiras sub-17 e sub-20, não demorou muito para o jogador chamar a atenção dos clubes do exterior.

Dodô foi titular em oito dos nove jogos do Brasil no Sul-Americano sub-20, no ano passado (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

“Fiquei muito feliz, já era um sonho desde pequeno. Quando subi para o profissional do Coxa, meu objetivo era fazer um bom Campeonato Brasileiro e, em seguida, me transferir para a Europa. Não que seja tão fácil, mas estou bem feliz, bem tranquilo. Creio que vai ser uma nova etapa na minha vida, com muitas alegrias”, afirmou Dodô à Gazeta Esportiva.

Com contrato assinado e, inclusive, já apresentado pelo Shakhtar, Dodô embarca para a Ucrânia nesta quinta-feira. Em seguida, ele deve partir junto com o restante do elenco para a Turquia e, posteriormente, Dubai, onde a equipe fará uma intertemporada durante a pausa de inverno do Campeonato Ucraniano. O jovem de 19 será o nono brasileiro do grupo comandado pelo técnico Paulo Fonseca, que já conta com Alan Patrick, Bernard, Fred, Dentinho, Ismaily, Márcio Azevedo, Marlos e Taison. É justamente com essa verdadeira legião verde e amarela que o time tentará se classificar para as quartas de final da Liga dos Campeões. Para isso, precisará superar a Roma nos próximos dias 21 de fevereiro e 13 de março.

Com o acordo concretizado, Dodô revelou que chegou a conversar com dois de seus compatriotas do Shakhtar. Bernard e Marlos foram os que estiveram mais próximos do novo reforço da equipe, mas ele garante que a dupla nem precisou ajudar na missão de providenciar casa e todos os outros detalhes da mudança para a Ucrânia. Tudo o que se refere à logística ficou por conta do clube, que conseguiu vencer a concorrência de Benfica e Schalke 04 pelo atleta.

“Meu empresário me passou que também havia propostas do Benfica e do Schalke 04, mas a do Shakhtar foi a melhor em todos os aspectos. Tenho o sonho de disputar uma Liga dos Campeões, e o Shakhtar é um clube que está todo ano na Liga dos Campeões, é um clube que tem brasileiros, me deixa mais perto da Seleção, me dá um espaço maior para isso. Creio que agora vai ser um momento de adaptação para eu conseguir realizar meus objetivos no Shakhtar”, comentou o atleta que recebeu a notícia do interesse do clube ucraniano em sua contratação no dia 17 de novembro do ano passado, dia do seu aniversário.


Dodô não esconde que a Seleção principal é um de seus maiores objetivos daqui para frente. O jovem que começou a carreira como atacante e foi recuado para a lateral-direita na base do Coxa terminou o Campeonato Brasileiro atuando mais à frente, no meio-campo, versatilidade que pode contribuir para seu sucesso na Europa e uma possível futura convocação para vestir a Amarelinha. Fernandinho, do Manchester City, e Willian, do Chelsea, são dois exemplos bem-sucedidos de atletas contratados pelo Shakhtar e que, posteriormente, se tornaram estrelas do futebol mundial.

“Agora vai ser um momento que eu vou conseguir mostrar meu futebol para a Seleção de uma melhor maneira. Não que eu não aparecia antes, mas agora estou em um clube europeu, que disputa a Liga dos Campeões e que vai ser um trampolim maior para eu mostrar meu futebol e ir para a Seleção principal desta vez”, concluiu.

Deixe seu comentário