Futebol/Brasileiro Série A

Coritiba avalia derrota como um clássico ‘quem não faz, leva’

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
03/10/2015 22:18:42 — 03/10/2015 22:20:44

Em: Brasileiro Série A, Coritiba, Futebol
Negueba tentou desequilibrar no primeiro tempo, mas a bola não entrou (Divulgação/CFC)
Negueba tentou desequilibrar no primeiro tempo, mas a bola não entrou (Divulgação/CFC)

A tranquilidade das últimas semanas pelos lados do Coritiba pode ser interrompida neste final de semana. O time, que está fora da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, terá que torcer agora contra os adversários diretos para não voltar à incômoda posição. Isso porque não conseguiu fazer sua parte e perdeu em casa por 3 a 0 para o Atlético Mineiro. Para o zagueiro Walisson Maia, foi o clássico castigo de quem não aproveita suas chances.

“A equipe do Atlético tem qualidade. E quem não faz, leva. Tivemos as chances de gol e não fizemos. E não é à toa que o Atlético é vice-líder”, avaliou o defensor coxa-branca, que, mesmo com o tropeço, ainda está confiante na permanência na Série A e com antecedência. “Temos mais nove jogos precisamos vencer para sair dessa situação”, emendou.

O volante Juan também lamentou as oportunidades desperdiçadas nos 45 minutos iniciais, que deram ao adversário espaço para marcar os gols e fazer o placar elástico. “Conseguimos criar boas chance quando estava 0 a 0 e, quando se desperdiça diante de um time como o Atlético, é isso. Tomamos mais dois no segundo tempo, deixando a situação ainda pior”, disse.

Suspenso para a próxima partida pelo terceiro cartão amarelo, o goleiro Wilson evitou uma derrota pior. “Faltou definir no primeiro tempo as oportunidades que a gente teve e, diante de uma equipe de qualidade, temos que definir. Eles, numa infelicidade nossas acabaram abrindo o placar. Depois foi administrar e aproveitar a velocidade nos contra-ataques. E não conseguimos repetir o bom desempenho defensivo”, concluiu.