Vítor Pereira explica lesão de Fagner e espera contar com lateral no domingo

São Paulo, SP

16/06/22 | 00:49

Após o empate por 1 a 1 contra o Athletico-PR, na noite desta quarta-feira, o técnico do Corinthians, Vítor Pereira, explicou mais profundamente a lesão do lateral-direito Fagner. Fora desde o empate contra o Deportivo Cali, pela Libertadores, no dia 4 de maio, ele teve uma entorse no tornozelo e não atua desde então.

“A lesão do Fagner não foi uma simples entorse, foi uma lesão muito mais grave. Ele continua com alguma limitação, alguma dor, às vezes se habitua. Hoje (quarta), no campo sintético, com dor ainda no tornozelo, este terreno para lesões é difícil para jogadores que têm problemas. Tem muita gente fazendo gelo agora, é muito exigente", disse o comandante na coletiva de imprensa após o jogo.

"Portanto, optamos por não integrar, começar a dar alguns minutos para dar confiança por ser sintético, esse tipo de piso. O próximo jogo espero que seja possível dar alguns minutos a ele, vamos ver”, completou.


Desde que está fora, as opções na lateral-direita foram Lucas Piton e Gustavo Mantuan improvisados - o camisa 31, aliás, jogou contra o Furacão no primeiro tempo nesta posição -, e o português Rafael Ramos - que entrou no segundo tempo. Ele explicou por que fez essa formação nesta quarta-feira.

"“Hoje optamos pelo Mantuan. O Rafael não jogava há alguns jogos 90 minutos, no último jogou e jogou bem, Mantuan fresco é um jogador que dá profundidade naquele corredor. Hoje sentiu dificuldades no setor defensivo e tentamos corrigir no intervalo, e corrigimos a situação", falou.

Com o empate diante do Athletico, o Corinthians perdeu a chance de retomar a liderança do Brasileirão, chegando aos 22 pontos. Para piorar, nesta quinta, o rival Palmeiras recebe o Atlético-GO no Allianz Parque e pode ampliar a diferença.

O Timão agora volta suas atenções para seu próximo compromisso, o jogo contra o Goiás, na Neo Química Arena, domingo, às 16h (de Brasília).

Deixe seu comentário