Sócrates ganha tributo musical nesta terça, em Ribeirão Preto

São Paulo, SP

19-02-2019 08:00:23

Sócrates será homenageado (Foto: Acervo/Gazeta Press)

Um dos grandes nomes do futebol brasileiro, Dr Sócrates, como era conhecido também por sua formação em medicina, completaria 65 anos nesta terça-feira, dia 19 de fevereiro. Em uma homenagem a toda sua trajetória e para marcar a data, um Tributo Musical acontecerá no Kauai Sports em Ribeirão Preto, São Paulo, com a participação de artistas e amigos da família do jogador.

A celebração acontece a partir das 20h (de Brasília) e traz o músico e compositor Dedê Cruz recebendo convidados especiais como Bueno, Regina Dias, Antônio Alexandre, Alessandra Ramos, Fulô, Dimi Zunquê, Paulinho Brasília, Márcio Coelho e Ana Favareto, em uma apresentação que une ritmos como MPB, Samba, Chorinho, Pop e instrumental.


Cruz ainda faz o relançamento do CD autoral "Movimentos das Artes" que conta com 14 músicas que foram compostas e gravadas em parceria com Sócrates. "Vamos reunir amigos, familiares e também fãs para celebrar a história e as conquistas que ele teve em vida. Será um momento muito especial para todos com muita música, prosa, versos e alegria de viver, características do próprio Magrão", comentou Raimar, irmão de Sócrates.

O evento terá couvert artístico no valor de 20 reais e acontece no restaurante do complexo esportivo.

Muita bola em jogo

A carreira de Sócrates começou no campo do Botafogo de Ribeirão Preto. Foi lá que, mesmo dividindo o seu tempo com a faculdade de Medicina, o menino de 17 anos começou a brilhar e ajudou o time a conquistar a Taça Cidade de São Paulo em 1977. Porém, um ano depois foi que sua carreira ganhou grande relevância após a transferência para o Corinthians.

No time da capital fez parcerias no ataque com Geraldão, Palhinha e Walter Casagrande e, esteve presente nas conquistas de três títulos estaduais. Já convocado para a Seleção Brasileira, participou da Copa do Mundo de 1982 - quando marcou dois gols contra as equipes da Itália e da seleção soviética - e também da edição de 1986 no México. Magrão – como também era conhecido - antes de encerrar a carreira ainda jogou pelo Flamengo e Santos, onde encerrou sua carreira em 1989. O ex-atleta ainda foi escritor, pintor e compositor.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?