São Paulo faz nova proposta por Rildo e fica perto de fechar com atacante

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

06-09-2016 17:09:28

Rildo demonstrou muita emoção ao comemorar seu primeiro e único gol com a camisa do Timão

Rildo demonstrou muita emoção ao comemorar seu primeiro e único gol com a camisa do Timão (Foto: Djalma Vassao/Gazeta Press)
Rildo demonstrou muita emoção ao comemorar seu primeiro e único gol com a camisa do Timão (Foto: Djalma Vassao/Gazeta Press)

O São Paulo fez nesta terça-feira uma nova proposta pelo atacante Rildo, emprestado pela Ponte Preta ao Corinthians, e está perto de contar com o jogador. A oferta foi enviada ao Alvinegro pouco antes do treinamento realizado pelos jogadores no CT Joaquim Grava, nesta tarde, e fez com que o jogador nem sequer fosse a campo na atividade. De acordo com a assessoria, porém, ele sofreu uma nova lesão na coxa direita e por isso não esteve na movimentação.

Inicialmente, a ideia era que o empréstimo da Ponte para o Timão fosse repassado para o São Paulo até o final desta temporada, quando acaba o contrato de Rildo com a Macaca e o seu empréstimo para o clube do Parque São Jorge. Ambos os lados envolvidos, porém, exigiram uma recompensa dos são-paulinos, motivando a nova proposta.

A negociação esteve perto de acontecer na semana passada, mas o Botafogo tentou atravessar as tratativas e acabou esfriando a transferência. À época, o procedimento foi parecido com o dessa vez, deixando fora dos treinos de campo em meio à recuperação de uma lesão na coxa esquerda. Assim que a possibilidade de sair diminuiu, ele treinou normalmente no gramado, até surgir essa nova investida do São Paulo.

A diretoria do Corinthians apontava como possível a saída do atleta desde que aparecessem interessados, principalmente por se tratar de um vínculo muito curto (três meses) e apenas por empréstimo. Ainda antes da nova proposta são-paulina, o técnico Cristóvão Borges tinha reconhecido que era difícil a permanência do jogador.

"O Rildo, pelo tempo de contrato, não tem essa possibilidade. Ele está nesse caso por conta disso. Também ainda não fez os sete jogos (limite para jogadores defenderem outra equipe no Brasileiro). O problema é que o clube não consegue segurar alguns jogadores de vez em quando", observou o comandante.

Sem espaço no Timão devido ao excesso de opções pelas pontas e às sucessivas lesões, que deixaram-no atuar apenas em três partidas no espaço de um ano, o avante surge como uma opção para o Tricolor superar a saída de Centurión, negociado com o Boca Juniors, além de ser um atleta mais experiente do que Luiz Araújo, outra opção para o setor.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?