Quarteto da Seleção espera chances no time titular do Corinthians

Leonardo Moric, Lucas Sarti e Victoria Leite* - São Paulo,SP

25-01-2017 09:00:13

A turbulenta temporada do Corinthians no ano passado deixou muitas dúvidas na cabeça dos torcedores sobre qual deverá ser o time titular em 2017. Diante disso, a solução pode ser caseira: a atuação dos garotos promovidos ao elenco profissional não agrada somente à torcida alvinegra, mas também chamou atenção do técnico da Seleção Sub-20, Rogério Micale. O campeão olímpico convocou quatro garotos crias da base do Timão para disputarem o Sul-Americano da categoria, em Quito no Equador. Juntos desde a base, Guilherme Arana, Léo Santos, Maycon e Léo Jabá são os nomes que representam o time paulista no campeonato continental.

A oportunidade de os quatro estarem defendendo a camisa da Seleção Brasileira Sub-20, somada à baixa quantidade de contratações feitas pela diretoria corintiana, pode fazer com que os garotos tenham mais chances no time titular do técnico Fábio Carille, recém-promovido ao comando da equipe principal.

O primeiro a subir para o profissional e cair nas graças da torcida foi o lateral esquerdo Guilherme Arana. O jogador estreou na equipe do Corinthians em 2014, ainda sob o comando do técnico Mano Menezes, em um amistoso contra o Atlético-PR, que marcou a reinauguração da Arena da Baixada. Mas foi em 2015 que o defensor teve, de fato, chance de mostrar seu futebol, chegando a marcar o gol de empate no clássico contra o Palmeiras, no segundo turno do Brasileirão.

Agora, com a saída do titular Uendel para o Internacional, o jovem de 19 anos deverá disputar espaço com o lateral Moisés, que voltou de empréstimo do Bahia, e foi titular na vitória do Corinthians por 4 a 1 sobre o Vasco, na Copa Flórida. Apesar da pouca idade, Arana rechaçou estar pressionado e demonstrou tranquilidade.

"Já disputei muitas partidas no profissional, sei como é a pressão, já estou acostumado com ela e pode ter certeza de que estou preparado para buscar essa vaga. Estou trabalhando forte há bastante tempo para isso", disse Arana, em entrevista à Gazeta Esportiva.

Outro jogador que a torcida espera que vingue em 2017 é o volante Maycon. Emprestado ao elenco da Ponte Preta em 2016, o atleta teve grande destaque na campanha da Macaca no Campeonato Brasileiro e é uma alternativa para o time de Carille.

O meio-campista ficou marcado pelo gol que deu o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2015 ao Corinthians, diante do Botafogo-SP. No entanto, o jovem foi pouco aproveitado no elenco principal e o seu empréstimo para a equipe de Campinas não foi muito bem aceito pela torcida do Timão.

Com experiência adquirida, o jogador disputará posição com Camacho, Marciel e o recém-contratado Fellipe Bastos, que costumam atuar na função de segundo volante. "Foi muito bom (jogar na Ponte), peguei uma experiência muito boa. Foi muito importante, fiz bom número de partidas e volto ao Corinthians com mais rodagem. Sou muito novo, tenho muito a crescer. Sei que é uma posição concorrida, mas vou buscar o meu espaço. Ainda espero conquistar muita coisa com o Corinthians", destacou.


Titular na partida contra a seleção equatoriana, o zagueiro Léo Santos só teve uma oportunidade no time profissional do Corinthians. O empate por 1 a 1 com o Figueirense, no segundo turno do Brasileirão de 2016, não foi muito benéfico ao time, mas a atuação do jogador convenceu parte da torcida de que ele pode ter mais espaço no time de Carille.

O Timão contratou o experiente zagueiro Pablo, que deixou a disputa na defesa ainda mais concorrida, com seis nomes previstos para a posição. Além do reforço, Léo Santos terá que vencer a competição com mais quatro jogadores: Balbuena, Pedro Henrique, Vilson e Yago.

Mesmo sabendo da dificuldade de conquistar seu espaço entre os 11 titulares, Léo confia no Sul-Americano como vitrine para retornar bem ao time paulista. "Aproveitei bem minhas oportunidades, mostrei para a torcida que posso vestir a camisa do Corinthians e estarei pronto quando outras chances surgirem. Acredito que uma boa participação no Sul-Americano pode me ajudar nesta busca por mais oportunidades para mostrar meu potencial", afirmou.

O atacante Léo Jabá teve sua grande oportunidade contra o Internacional, no segundo turno do Brasileirão. Apesar da pouca idade e sem ter atuado tanto no time profissional, o jogador não se vê pressionado por disputar posição com jogadores experientes, como Kazim e Jô. "Pressionado, não. Espero ter mais oportunidades neste ano. Estou treinando para estar pronto sempre que for acionado pelo treinador", ressaltou.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?