Presidente admite saída de Ralf e nega acordo por Marquinhos Gabriel

Daniel Chiesa Gelbaum* - São Paulo,SP

07-01-2016 11:06:08

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira, no CT Joaquim Grava, e confirmou que o Ralf é o próximo a se transferir para a China, depois das saídas dos meias Jadson e Renato Augusto.

“O Ralf está praticamente fora. Os chineses já se acertaram com o jogador, vão pagar a multa e nós vamos liberar o atleta”, declarou o mandatário alvinegro, destacando o método diferente dos chineses contratarem jogadores.

“O futebol chinês trabalha diferente dos outros clubes. Na maioria dos casos, o clube entra em contato com o outro e vê a disposição de venda. Os chineses conversam com o atleta, se acertam com ele, seduzindo-o com os altos valores e depois comunicam ao clube”, afirmou.

Assim, o Corinthians terá direito a receber 1 milhão de euros (cerca de R$ 4,4 milhões) por Ralf, que assinará contrato com o Beijing Guoan, mesma equipe que acertou a contratação de Renato Augusto.

Outro nome abordado por Roberto de Andrade foi o de Marquinhos Gabriel, que deixou o Santos e passou a ser desejado pelo Corinthians. Porém, o dirigente corintiano foi direto ao negar que o clube tenha conversado com o jogador para trazê-lo ao Parque São Jorge. “Não existe negociação com o Marquinhos Gabriel”, limitou-se a dizer, ciente da dificuldade de chegar a um acordo com o Al-Nassr, que detém o vínculo do atleta.

O presidente do Timão ainda falou sobre Lucas Lima, descartando qualquer tipo de negociação devido ao fato de o atleta, atualmente no Santos, ter seus direitos econômicos ligados ao fundo Doyen Sports. "Não fazemos negócio com esta empresa", disse Roberto de Andrade.

*especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário