Pedro Henrique explica diferença de trabalho que fazia no Corinthians e no Athletico

São Paulo, SP

02-03-2020 08:00:17

Pedro Henrique deixou o Corinthians sob muitas críticas e acabou se firmando no Athletico, à época comandado pelo técnico Tiago Nunes. De volta em 2020, o zagueiro tem surpreendido e feito muita gente dar o braço a torcer com as boas atuações.

Para não se abalar e nem se empolgar, o jogador explicou que evita acompanhar as repercussões dos jogos tanto pela imprensa quanto pela torcida.

“Eu procuro não escutar as críticas e elogios, porque a gente vive no céu e no inferno. Temos de saber lidar com isso, não posso agora entrar de salto alto, me acomodar, e é isso que estou fazendo”, contou à Gazeta Esportiva.


Para explicar a evolução em apenas um ano fora do Timão, Pedro Henrique lembrou que sequer treinava no clube paulista muitos dos ensinamentos adquiridos em Curitiba.

“Defensivamente eu sou bom, é uma forma do Corinthians jogar nesses últimos 10 anos e fui aprimorar lá minha saída de bola, passe, domínio, algo que não era trabalhado aqui. E também amadurecer, criar um pouco de casca, uma rodagem para chegar aqui e suportar toda a pressão”.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Apesar da boa fase individual, Pedro Henrique não nega a irritação com os número de gols levado pela equipe no ano e lamenta o próximo compromisso ser apenas dia 7, contra o Novorizonino, fora de casa.

“No momento que a gente está, logico que é ruim. A gente quer encontrar o caminho da vitória o mais rápido possível, mas é aproveitar esses dias para trabalhar”, concluiu o zagueiro de 24 anos.

Deixe seu comentário