Pedrinho está de saída do Benfica, e Corinthians deve receber mais de R$ 12 milhões

Tiago Salazar - São Paulo,SP

29-05-2021 07:00:47

Pedrinho está de saída do Benfica. O clube português deve concretizar a venda do jogador de 23 anos até o fim da próxima semana.

Pelo menos três clubes manifestaram interesse pelo meia-atacante, mas o favorito a levar o atleta é o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.

As conversas estão adiantadas e o negócio deve ser fechado por cerca de 40 milhões de euros, equivalente a R$ 254,8 milhões na cotação dessa sexta-feira.

A informação foi publicada inicialmente pelo IG e confirmada pela Gazeta Esportiva.

Graças ao Mecanismo de Solidariedade da FIFA, que garante o repasse de 5% do valor final da venda aos clubes formadores do jogador, o Corinthians pode embolsar aproximadamente 2 milhões de euros, o que significaria R$ 12,7 milhões. O Vitória, equipe que Pedrinho defendeu quando tinha 12 anos de idade, ficaria com R$ 31,7 mil.

 

Valorização dobrada
Em março de 2020, o Corinthians concluiu a venda de Pedrinho ao Benfica por 20 milhões de euros (R$ 105 milhões). Cinco meses depois, o valor foi corrigido devido ao fato do Timão não ter efetuado a compra de Yony González, e o martelo acabou sendo batido em 18 milhões de euros (R$ 117 milhões).

O Benfica, por contrato, pagaria tudo até 2025 com a primeira parcela para agosto de 2021. Mas, entre dezembro de 2020 e março de 2021, o Corinthians antecipou toda a quantia por meio de um fundo financeiro inglês. O clube paulista arcou uma taxa de aproximadamente R$ 9 milhões.

Portanto, dos R$ 117 milhões, o Corinthians recebeu, em números arredondados, R$ 108 milhões. E vai ficar com R$ 73 milhões, pois, de todo o montante, 30% (R$ 35 milhões) pertencem a Will Dantas, empresário de Pedrinho.

Elas por elas
Corinthians e Will Dantas têm um acordo de parcelamento. O próximo pagamento que o clube tem de fazer ao empresário é justamente de quase R$ 12 milhões, quantia que o Corinthians receberá se o Benfica conseguir definir a venda de Pedrinho por 40 milhões de euros.

Primeira temporada fora
Pelo Benfica, Pedrinho fez 31 jogos, foi titular 11 vezes, marcou um gol e deu quatro assistências, mas encontrou muita resistência do técnico Jorge Jesus, ex-Flamengo, para ter sequência.

Admiração antiga do Shakhtar
Em fevereiro de 2020, José Boto, ex-chefe de scout do Benfica e que havia se transferido para o Shakhtar há pouco tempo naquela ocasião, chegou a rasgar elogios a Pedrinho durante uma entrevista ao Jornal "A Bola".

"É um jogador tecnicamente muito bom, muito bom mesmo, muito criativo. Acho que as pessoas vão lhe colocar alguns rótulos, de ser muito pouco intenso, mas vou dizer que era um jogador que eu gostaria de ter no Shakhtar”, afirmou à época, antes de completar.

"É um jogador muito bom no um contra um, que pode dar ao Benfica coisas que não se tem neste momento. Agora, não esperem dele um jogador muito intenso, robusto, nem para ser amarrado a questões mais táticas. Encaixaria muito bem aqui no Shakhtar… É dos melhores jogadores do Corinthians, ainda com idade baixa, tem muito para evoluir, muito potencial. Se é verdade que o contrataram, para mim é uma boa contratação para o Benfica”, completou o profissional, pouco antes da contratação ser confirmada pelos clubes.

No Shakhtar Donetsk, Pedrinho encontraria nove jogadores brasileiros: o zagueiro Vitão, os laterais Ismaily, Marquinhos Cipriano e Dodô, os meio-campistas Marcos Antônio, Alan Patrick e Maycon e os atacantes Dentinho e Junior Moraes.


Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?