Fagner 2020: Construtor, quase um ponta, mas ainda desmedido na marcação

Tiago Salazar - São Paulo , SP
29/03/2020 08:00:08

Em: Brasileiro Série A, Campeonato Paulista, Corinthians, Futebol, Gazeta Press, Notícias

Fagner foi à Copa do Mundo de 2018 e chegou a ser titular no Mundial. A temporada seguinte, porém, não foi das melhores, para a surpresa de muita gente. A má fase coletiva afetou as atuações individuais do jogador de 30 anos. Agora, Fagner tenta retomar seu protagonismo no Corinthians. E começou 2020 muito bem.

Fagner foi titular do Corinthians em todos os jogos do ano (Foto: Rodrigo Gazzanel / Ag. Corinthians)

Com Tiago Nunes, a qualidade ofensiva de Fagner é um dos pontos mais explorados pela equipe. Ao estilo Daniel Alves à época de Barcelona, o lateral tem se posicionado quase como um ponta pela direita.

Assim, segundo o Footsats, Fagner detém a liderança do elenco alvinegro em dois rankings, e ambos remetem ao setor de ataque.

É dele o maior número de assistências para gol em todo o elenco. Foram quatro até aqui, três no Campeonato Paulista e uma pela Copa Libertadores da América.

Fagner também é o jogador que mais deixa os companheiros em condição de finalizar. Já foram 27 ocasiões em que o chute ao gol saiu depois de um passe do lateral.

O mapa de calor facilita a compreensão da função de Fagner em campo em 2020 (o exemplo abaixo é da partida contra o Ituano, a última do time).

Mapa de calor de Fagner contra o Ituano (Footstats)

Tiago Nunes, inclusive, faz do lateral esquerdo um terceiro zagueiro em muitas oportunidades. As viradas de jogo de Camacho e Cantillo para encontrar Fagner espetado na ponta direita também já são naturais.

O problema é que o excesso de força em alguns lances na defesa ainda acarretam em críticas e até na fama de violento.

Contra o Santo André, por exemplo, Fagner jogou um adversário para fora de campo com um carrinho desproporcional ainda no primeiro tempo. Apesar de ter se livrado da expulsão, a falta originou o gol do Ramalhão e uma conversa em particular com Tiago Nunes no dia seguinte, conforme revelação do próprio treinador.

A média de desarmes de Fagner em 2020 é de 2.09 por jogo. A liberdade para atacar tem influência neste número, obviamente. Ainda assim, na última apresentação, era justamente o lateral direito o único pendurado do Timão com dois cartões amarelos às vésperas de um clássico com o Palmeiras.

Se equilibrar a categoria que tens com a bola nos pés, o aproveitamento na participação ofensiva mais intensa e não passar do ponto na defesa, Fagner tem tudo para escrever mais um capítulo importante da sua trajetória com a do Corinthians, ainda em 2020.

FAGNER

Jogos pelo Corinthians: 349
Títulos: 5
Campeonato Brasileiro (2015 e 2017); Campeonato Paulista (2017, 2018 e 2019).

Em 2020:

Jogos: 11
3 vitórias; 4 derrotas; 4 empates.
Assistências para gol: 4
Assistências para finalização: 27
Desarmes: 23

Ads – Rodapé Posts




×
Quer receber notícias do Corinthians?