Duilio descarta ideia do Galo em envolver João Victor e Piton para ter Diego Costa no Corinthians: "Sem chance"

Tiago Salazar - São Paulo,SP

24/12/21 | 10:08

O Corinthians está decidido a não envolver João Victor e Lucas Piton em uma eventual negociação para ter Diego Costa.

A Gazeta Esportiva apurou, nesta sexta-feira, que a ideia em fazer uma composição com 10% dos direitos econômicos do zagueiro e também 10% do lateral partiu do Atlético-MG, que tem estudado e buscado uma alternativa junto ao staff do centroavante.

Toda essa movimentação está acontecendo e sendo discutida em Belo Horizonte porque Diego Costa já deixou claro que não pretende ficar.

A reportagem entrou em contato com Duilio Monteiro Alves pela manhã, e o presidente corintiano reforçou a postura de que não vai investir nenhuma quantia para tirar o jogador de 33 anos do Galo.

"Não existe nenhuma chance da gente ceder nada. Não vou pagar multa e não vou ceder porcentagem desses jogadores. Se o Diego rescindir lá e topar reduzir o salário, a gente conversa. O Corinthians não está negociando com a diretoria do Atlético. Essa é uma situação que eles têm de resolver lá. Fora isso, não tem negócio".


Diego Costa tem contrato com o atual campeão brasileiro até o fim de 2022, com garantia de receber cerca de R$ 20 milhões nos próximos 12 meses.

Entre Galo e Diego havia um "acordo de cavalheiros" para liberação, sem necessidade de pagamento de multa, caso o atleta resolvesse sair na janela de janeiro. Mas, as conversas mudaram a partir do momento que os atleticanos souberam que o rumo do centroavante poderia ser o Corinthians.

Diego Costa foi um dos centroavantes oferecidos ao Timão em meio a essa busca pública do alvinegro paulista por um novo camisa 9.

Dessa maneira, enquanto Diego e Galo tentam se acertar, o Corinthians continuará focado nas conversas com Cavani e Suárez, sem descartar uma nova opção. A diretoria segue atenta ao mercado para identificar um novo alvo.

 

Deixe seu comentário