Deficiência nas finalizações atrapalha Corinthians mais ofensivo

São Paulo, SP

26-11-2019 08:00:24

Com a demissão de Fábio Carille, o Corinthians decidiu mudar o estilo de jogo. Conhecido pela consistência defensiva nos últimos anos, o clube pretende ter uma equipe mais ofensiva nas próximas temporadas. O primeiro passo já acontece com o interino Dyego Coelho, e deve se concretizar com Tiago Nunes, que assume o Timão em 2020.

Apesar de já mudar muitos fatores dentro de campo, os comandados de Coelho ainda mostram dificuldades neste período de transição. A derrota para o Botafogo mostrou um Corinthians mais ofensivo, mas ineficiente em alguns aspectos.


Com o gol sofrido logo aos 18 do primeiro tempo, o Timão passou praticamente toda a partida no campo do adversário na busca do empate. A equipe terminou o jogo com 64,6% de posse de bola e quase 600 passes trocados, de acordo com índices do Footstats.

O número de finalizações do Corinthians também foi alto, mas o baixo aproveitamento ajuda a explicar porque a equipe não conseguiu balançar as redes. Foram 21 chutes, mas apenas cinco na direção do gol.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Algo semelhante aconteceu no empate sem gols contra o Internacional, na Arena Corinthians. Na ocasião, o time alvinegro teve 13 finalizações, mas apenas três foram certas.

No Campeonato Brasileiro, até a rodada atual (34), o Corinthians tem o quinto pior aproveitamento neste fundamento, com 36,7%. Apenas CSA, Chapecoense, Goiás e Avaí tem números piores.

Dyego Coelho tem pouco tempo para trabalhar os arremates de seus jogadores para a próxima partida. Isso porque a equipe volta a campo já nesta quarta-feira, às 21h30, quando recebe o Avaí. Na oitava colocação com 50 pontos, o Timão tenta a vaga direta na Libertadores, via G6.

Deixe seu comentário