Corinthians sonha com "milagre" que pode render quase R$ 10 milhões em menos de 1 mês

Tiago Salazar - São Paulo,SP

01-07-2020 05:00:43

Há muita movimentação nos bastidores para que o Campeonato Paulista retome suas partidas em agosto. A partir desta quarta-feira, os times da Série A1 vão poder treinar com bola em seus respectivos centros de treinamentos com o objetivo de preparação para os jogos, que ainda não têm data, mas sim uma estimativa de reinício.

O Corinthians está em uma situação extremamente desconfortável na tabela. Porém, ao contrário do que muita gente imaginava, o clube ainda não jogou a toalha.

A Gazeta Esportiva ouviu de dirigentes e membros da comissão técnica de que há uma esperança real e convicta de que a equipe pode surpreender e arrancar uma classificação milagrosa depois de mais de quatro meses de paralisação.

Motivações

Talvez, o otimismo dentro do Corinthians tenha relação não só com a gana esportiva e a vontade de conquistar feitos grandiosos, mas também com o ‘sonho’ de garimpar quase R$ 10 milhões em menos de um mês.

O dinheiro representaria uma ajuda considerável em meio ao plano do cube de reação financeira depois de tanto tempo de queda de receita e praticamente paralisação do fluxo de caixa, que culminou em uma série de compromissos não cumpridos pela gestão alvinegra e cobranças na Justiça.

A Gazeta apurou que dos R$ 26 milhões que o Corinthians tem a receber da detentora dos direitos de transmissão do Campeonato Paulista pela participação do time na primeira fase do torneio, resta cair na conta do clube cerca de R$ 4,3 milhões.

Uma eliminação precoce refletiria no fim dos depósitos após esta quitação.

Caso o Timão contrarie as maiores probabilidades e avance às quartas de final, o atual tricampeão entraria, de fato, na briga pelo título e, consequentemente, pelos R$ 5 milhões que serão entregues pela Federação Paulista de Futebol àquele que ficar com a taça, em forma de prêmio, mas com recurso de origem da mesma cota de TV.


Copo meio cheio

Ou seja, por causa de seis jogos que devem ser disputados em menos de um mês, período previsto para se concluir o Paulistão 2020, o Corinthians poderia receber, aproximadamente, R$ 9,3 milhões.

O montante se juntaria a receitas que envolvem as vendas de Pedrinho, André Luis e Gustagol, esta última ainda a ser confirmada, além de patrocinadores, que aguardam apenas o reinício dos jogos para voltarem a cumprir com os contratos.

O Corinthians conta com este fluxo de caixa novo para renegociar acordos, cumprir com pendências, como dois meses de salários atrasados dos atletas do elenco principal, aliviar a pressão jurídica e evitar problemas mais sérios que poderiam levar a uma condenação na Fifa ou até mesmo a perda de Cantillo, por exemplo.

A missão

O problema é que para esse cenário hipotético se concretizar, os comandados de Tiago Nunes vão precisar não só de competência como de muita ‘ajuda’ de seus adversários diretos.

O Corinthians é só o terceiro colocado do Grupo D a dois jogos do fim da primeira fase. O Timão já não alcança mais o Bragantino, que soma 17 pontos e 5 vitórias. A chance do time do Parque São Jorge é avançar em segundo lugar. Para isso, tem que segurar a Ferroviária e ultrapassar o Guarani.

O Bugre tem 16 pontos, cinco a mais que os corintianos. Ou seja, os campineiros poderiam somar, no máximo, apenas um ponto em dois jogos. Ainda assim, o Corinthians teria de vencer seus dois compromissos, o que levaria a um empate no número de pontos (17 a 17) e vitórias (4 a 4), e tirar uma diferença no saldo de gols, que hoje é de quatro (6 a 2).

Com os mesmos 11 pontos, duas vitórias e dois gols de saldo que o Corinthians está a Ferroviária, quarta colocada na chave, mas com a pretensão equivalente a dos corintianos.

Rivais podem atrapalhar

Para dramatizar ainda mais a situação, o Corinthians terá logo um Derby contra o Palmeiras assim que a competição voltar. E a vantagem de jogar em Itaquera praticamente inexistirá em função da proibição de público nos estádios com o intuito de evitar a propagação do coronavírus.

Não bastasse o clássico, o Corinthians ainda pode ficar na mão de outro rival, o São Paulo, que já está classificado e vai enfrentar justamente o Guarani, em Campinas, na última rodada.

Veja os jogos restantes das equipes do Grupo D:

Bragantino: São Paulo (fora) e Botafogo (casa)
Guarani: Botafogo (fora) e São Paulo (casa)
Corinthians: Palmeiras (casa) e Oeste (fora).
Ferroviária: Ituano (fora) e Inter de Limeira (casa)

Copo meio vazio

Tão remota quanto a chance classificação, mas existente da mesma maneira, é a possibilidade do Corinthians ser rebaixado. Obviamente, no clube o foco é no objetivo mais ambicioso, mas os pontos também serão importantes na briga de baixo.

O Corinthians é o 10º colocado do Paulistão, está exatamente no meio da tabela de classificação geral. Apenas dois pontos e quatro clubes separam o alvinegro do Botafogo-SP, penúltimo e primeiro membro da zona de rebaixamento.

Veja a tabela completa do Campeonato Paulista aqui!

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?