Corinthians tem estimativa de quanto deve pagar para antecipar valor da venda de Pedrinho

Tiago Salazar - São Paulo,SP

26-10-2020 05:00:37

O Corinthians, enfim, resolveu as pendências com o Benfica sobre a negociação que envolveu a transferência de Pedrinho. O clube paulista não precisa de mais nenhum documento ou auxílio dos portugueses para conseguir antecipar o valor total da venda do jogador junto a um banco ou fundo financeiro.

A luta dos dirigentes corintianos agora é para conseguir a menor taxa possível. A Gazeta Esportiva apurou que, pelo andamento das conversas, a tendência é de que seja depositado, aproximadamente, 16,5 milhões de euros nos cofres alvinegros.

O valor, na cotação deste domingo, equivalia a R$ 109,9 milhões. E isso significaria o pagamento de 1,5 milhão de euros, ou seja, R$ 9,9 milhões, para a empresa responsável por fazer a operação financeira.

As conversas estão avançadas com um fundo de Luxemburgo e a taxa discutida no momento com os europeus se dá pelo fato de ser exponencialmente menor que as ofertadas no Brasil.

Internamente, a expectativa mais otimista vislumbra o recebimento da quantia no fim da próxima semana, mas há quem acredite que o desfecho deste imbróglio ficará para a primeira semana de novembro.

O Corinthians entende que é vantajoso arcar com o custo da operação pelo fato de poder receber o montante todo de uma vez, e não em cinco parcelas, com a primeira prevista para agosto de 2021, como reza o último contrato assinado pelas partes envolvidas (relembre aqui).

O elenco alvinegro não recebe salário há dois meses e o clube tem uma série de acordos judiciais para arcar a curto prazo. O dinheiro da venda de Pedrinho é fundamental para que a situação seja controlada e o Corinthians consiga fechar o ano de maneira mais tranquila.


 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?