Corinthians faz quase R$ 150 milhões com três revelações e alivia o caixa

Tiago Salazar - São Paulo,SP

29-08-2020 22:00:47

O Corinthians admite que ‘perdeu a mão’ em 2019. O balancete anual e dívida total bateram recordes. A pandemia do coronavírus praticamente paralisou o fluxo de caixa nesse ano e deixou a situação ainda mais complicada.

Para reverter este cenário, a diretoria alvinegra tem adotado a política de contensão de despesas e negociado atletas. O talento de jovens das categorias de base se tornaram um trunfo importante neste processo.

O Corinthians conseguiu garantir R$ 148 milhões com as vendas de Pedrinho, Pedro Henrique e Carlos.

O meia foi para o Benfica por R$ 117 milhões, o zagueiro custou R$ 6 milhões ao Athletico Paranaense e o lateral esquerdo gerou R$ 25 milhões para defender o Monza.

Além deles, Corinthians também conseguiu comercializar com outros cinco atletas. Veja a lista:

  • Júnior Urso: R$ 3,5 milhões (Orlando City/Estados Unidos)

  • Clayson: R$ 3 milhões (Bahia)

  • Andrés Luis: R$ 11 milhões (Daejeon/Coreia do Sul)

  • Gustavo: R$ 15,2 milhões (Jeonbuk/Coreia do Sul e empréstimo ao Internacional)

  • Richard: R$ 3 milhões (Internacional/empréstimo)

Ao todo, as negociações geraram um valor aproximado de R$ 183 milhões. Deste montante, nem tudo será depositado nos cofres corintianos devido as divisões sobre direitos econômicos dos jogadores. Ainda assim, o Timão ficará com aproximadamente R$ 134,5 milhões.

O Corinthians espera fechar o balanço de 2020 com superávit e reduzir a dívida total do clube com a política de administração feita para esta temporada. O clube também está muito próximo de anunciar acordos referentes à Arena, que envolvem naming rights, empréstimo junto a Caixa Econômica Federal e a Odebrecht.


 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?