Corinthians bate Coritiba na estreia de Yuri Alberto e pressiona Palmeiras na briga pela ponta

Marina Bufon - São Paulo,SP

20/07/22 | 23:26 - 20/07/22 | 23:41

Em noite de estreia e retornos, o Corinthians recebeu o Coritiba e venceu por 3 a 1, na Neo Química Arena, em jogo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Timão voltou à segunda colocação, com 32 pontos, lembrando que Palmeiras e Atlético-MG ainda jogam na rodada. O Coxa, por outro lado, permaneceu na 16ª posição, com 19 pontos.

O primeiro tempo foi movimentado e aberto, com chances para ambas as equipes. Porém, foi o Timão quem se sobressaiu e conseguiu abrir o marcador, com Róger Guedes, aos 35 minutos, após recuperação de bola de Yuri Alberto. O camisa 7, aliás, foi muito participativo em sua estreia. A equipe ainda teve retornos de Maycon, Willian e Fagner.

Na etapa complementar, o Coxa teve dois lances em sequência de perigo, com um deles resultado no gol de empate de Luciano Castan, de cabeça, em cobrança de escanteio. O Alvinegro ficou novamente à frente do placar com tento de Adson, aos 21 minutos. Por fim, Raul Gustavo fez de cabeça e deu números finais ao jogo, já aos 39 minutos.

Na próxima rodada, no domingo, o Corinthians visita o Atlético-MG, no Mineirão, a partir das 18h (de Brasília). O compromisso do Coxa é um dia depois, segunda-feira, quando recebe o Cuiabá no Couto Pereira, às 20h (de Brasília), pela 19ª rodada do Brasileirão.

O jogo

Após passe errado no campo de defesa de Rafael Ramos, Igor Paixão ficou com a bola e arriscou o primeiro chute, mas ela bateu em Raul e Cássio fez defesa tranquila.

Aos cinco minutos, após toques trabalhados entre jogadores alvinegros pelo lado direito, Roni acabou atingido e a falta foi marcada.

Na cobrança, a zaga tirou e, na sequência, Rafael Ramos novamente errou e perdeu a bola no meio de campo, Alef Manga carregou até a entrada da área e chutou cruzado, passando perto do gol de Cássio.

O Corinthians vinha mais perigoso pelo lado direito, com Willian, que chegou, inclusive, a deixar o marcador no chão em certo momento. Aos dez minutos, Cantillo lançou para Róger Guedes, na esquerda, e, após confusão da defesa do Coxa, jogadores do Corinthians reclamaram de mão na bola, mas o árbitro mandou seguir.

Pouco depois, em tabela rápida entre Guedes e Yuri Alberto, o Timão chegou pelo lado esquerdo, mas a bola acabou travada. Willian sofreu falta do lado direito, aos 17 minutos, e, na cobrança de Maycon, a bola novamente foi afastada pela defesa.

Um minuto depois, o camisa 10 arriscou um chute de fora da área, nos braços de Muralha, sem maiores problemas. A resposta veio em bola trabalhada pela esquerda - novamente Rafael Ramos não conseguiu fazer o corte - com Egídio, que inverteu a jogada para Alef Manga, que cruzou para Régis. O camisa 78 pegou mal de primeira, mas levou perigo.

Aos 24 minutos, o Corinthians conseguiu uma boa jogada e, após ajeitada de Yuri Alberto, Maycon chegou chutando, mas a bola subiu demais. O time continuou pressionando, em jogada pela direita com Rafael Ramos avançando e cruzando para a área, mas Raul Gustavo, chegando de trás, chutou para fora.


A melhor chance surgiu aos 29 minutos, com arranque de Yuri Alberto pela esquerda, que inverteu para Willian, mas Muralha realizou grande defesa. Na sequência, Régis partiu pela direita e cruzou para trás, encontrando Régis, que chutou cruzado para fora, perto do gol.

O gol finalmente veio aos 35 minutos, com Róger Guedes em chute da entrada da área, após confusão da defesa do Coxa. A bola, vale lembrar, foi recuperada por Yuri Alberto, pela esquerda. Depois disso, Lucas Piton conseguiu cruzar para a área, mas a bola foi afastada.

Segundo tempo

Fagner entrou no lugar de Rafael Ramos no intervalo. Logo no primeiro minuto, os donos da casa tabelaram na entrada da área e Willian ficou com a bola, tentou cruzar, mas acabou travado. O Coxa teve uma chance aos oito minutos, em contra-ataque de igor Paixão, que tocou para Alef Manga, mas Cássio fez ótima defesa.

No entanto, quase na sequência, em cobrança de escanteio, Luciano Castan subiu mais alto que todos e não perdoou, deixando tudo igual. Aos 17, Cantillo passou para Piton, que cruzou para Róger Guedes. O camisa 9 cabeceou encobrindo Muralha, que conseguiu tocar na bola e mandar para fora.

Pouco depois de entrar no lugar de Roni, Adson deixou o Corinthians novamente à frente do placar. Após Raul Gustavo brigar pela bola no alto e tentar ajeitar, Adson chegou e bateu de primeira, estufando as redes. Aos 25, falta de frente para o gol, que parou na barreira em cobrança de Fagner.

O Coritiba seguiu tentando apostar nos erros da saída de bola do Corinthians ou nos contra-ataques. Aos 28, Alef Manga apareceu na segunda trave, após cruzamento de Igor Paixão, mas a bola foi para fora. Do outro lado, Yuri Alberto apareceu em mais duas oportunidades, querendo deixar o seu, mas na primeira foi parado por Muralha e na segunda pela zaga adversária.

Aos 38, Léo Gamalho avançou pela direita e cruzou rasteiro, mas Gil conseguiu tirar. Na jogada seguinte, em cobrança de escanteio de Gustavo Silva, Raul Gustavo subiu e deu os números finais ao duelo. Cássio, em seu jogo de número 602 pelo Corinthians, ainda realizou uma grande defesa.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 X 1 CORITIBA

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data: 20 de julho de 2022 (quarta-feira)
Horário: às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (FIFA-RJ)
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Cartões amarelos: Val, Willian Farias e Adrián Martínez (Coritiba); Rafael Ramos (Corinthians)
GOLS: Corinthians: Róger Guedes, aos 35 do 1º T, e Adson, aos 21 do 2ºT, e Raul aos 39 do 2º T. Coritiba: Luciano Castan, aos 9 do 2ºT.
Público geral: 40.136 pessoas // Público pagante: 39.852 pessoas
Renda: R$ 2.535.409,50

CORINTHIANS: Cássio; Rafael Ramos (Fagner), Gil, Raul Gustavo e Lucas Piton; Roni (Adson), Cantillo e Maycon (Du Queiroz); Willian (Giuliano), Róger Guedes (Gustavo Silva) e Yuri Alberto. Técnico: Filipe Almeida (auxiliar).

CORITIBA: Muralha; Natanael (Nathan Mendes), Guillermo, Luciano Castan, Egídio; Val (Thonny Anderson), Willian Farias (Bernardo), Régis (Adrián Martínez); Alef Manga (João Vitor), Igor Paixão e Léo Gamalho. Técnico: Gustavo Morínigo.

Deixe seu comentário