Coelho admite dificuldade do Corinthians na criação, mas primeiro quer ajustar a defesa

São Paulo, SP

24-09-2020 00:34:03

O Corinthians até conseguiu pressionar o Sport no segundo tempo da partida desta quarta-feira, mas pouco incomodou o goleiro Luan e acabou derrotado por 1 a 0 na Ilha do Retiro. Por outro lado, a defesa não sofreu tanto.

Para Dyego Coelho, a equipe precisa evoluir nas dois setores, mas a parte defensiva é a prioridade neste momento.

“Tem algumas situações que a gente precisa melhorar, é nítido, principalmente a parte de criação, onde a gente tem que cuidar primeiro da nossa defesa, porque a gente vem ali tendo um pouco de dificuldade, isso já melhorou, a defesa já melhorou, se não me engano o Cássio não fez nenhuma outra defesa, é um trabalho que para mudar precisa ter tempo, mas a gente vai procurar corrigir, porque já já tem o próximo jogo e a gente precisa vencer de qualquer maneira”.


Leia outros trechos da entrevista coletiva de Coelho

Postura mais ofensiva tardia
“A grande questão são as situações que a gente tem dentro do jogo, a gente tem de procurar o mais rápido possível a cada situação que a gente enfrenta, mas perdemos tentando fazer o resultado, tentando buscar. Hoje, infelizmente, as coisas não ocorreram bem até o final, mas é continuar a luta, eles sabem a importância de cada jogo”

Eventual efetivação no cargo
“Eu sou funcionário do clube, fui chamado para ajudar, isso que eu procuro fazer, independente do que vai acontecer ou não. Hoje foi um jogo que a gente procurou, buscou, e em relação a isso eu vou deixando as coisas acontecerem, porque a gente tem de trabalhar”

Proximidade da zona de rebaixamento
“A gente tenta, e está conseguindo, fazer com que as coisas fiquem mais agressivas para o nosso time. A gente não pensa em outras coisas. A evolução está vindo, mas são jogos difíceis que a gente procura com que nossa confiança volte logo. É uma questão de ajuste para já no próximo jogo já procurar a vitória”

Substituições. Entrada de Ramiro
“O jogo mostra algumas coisas que a gente tem de fazer valer nossa ideia. A entrada do Cantillo para cartear o jogo junto com Ramiro, foi essa a intenção, conseguimos empurrar a equipe do Sport, agora é esquecer e pensar no próximo jogo”

Briga contra a zona de rebaixamento
“A gente tem de trabalhar, independente do que aconteça em relação a resultado, a gente tem de trabalhar, é isso que vamos procurar fazer, é isso que vamos passar aos jogadores, só assim vamos conseguir as vitórias”

Escalação de Everaldo e Vital
“Não me arrependo, era uma situação que vinha sendo feito já no jogo com o Bahia, os dois jogadores têm condição de sair jogando, e quando as coisas não estão dando certo, a gente tem que mudar para tentar empatar e virar o jogo”

Iminente chegada de Cazares
“Eu não tenho nenhuma informação ainda, eu estava voltado para o jogo”

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?