Cássio volta como ídolo ao país em que se tornou titular do Corinthians

Tiago Salazar - São Paulo,SP

25-09-2019 09:00:10

O Corinthians encara o Independiente del Valle às 21h30 dessa quarta-feira pela semifinal da Copa Sul-Americana. A missão não é fácil depois do revés por 2 a 0 em Itaquera. Levar a definição da classificação aos pênaltis é o mínimo que os corintianos esperam, e aí entra a figura de Cássio.

O goleiro é um dos líderes do elenco, tem 435 jogos pelo Timão, já conquistou nove títulos pelo clube e costuma ter um ótimo aproveitamento ao se deparar com disputas da marca da cal.

O curioso é que todo esse cenário está preparado para acontecer no Equador, exatamente onde Cássio teve sua primeira experiência como titular do Corinthians.

Naquela oportunidade, o desafio era contra o Emelec, pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América. Júlio Cesar foi barrado e Cássio, que à época usava a camisa 24, foi o escolhido por Tite.

Graças a uma bola atuação de Cássio, o Corinthians arrancou um empate por 0 a 0 no estádio George Capwell, em Guayaquil, e seguir firme na campanha que renderia ao clube a conquista inédita do principal torneio do continente.

Cássio chega ao Equador como um dos maiores ídolos da história do clube (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

A estreia de Cássio pelo Corinthians aconteceu mais cedo, pelo Campeonato Paulista, na vitória por 1 a 0 em cima do XV de Piracicaba. Depois, foram seis jogos de fora, apenas três deles no banco de reservas, até a tão sonhada oportunidade.

Daquele 2 de maio de 2012 para cá já se foram pouco mais de sete anos e quatro meses, e Cássio chega para o duelo no Estádio Olímpico de Quito com muito mais responsabilidade, mas certamente melhor preparado e calejado para absorver toda a pressão.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?