Carille aceita saída de Uendel e admite risco de perder outros atletas

Helder Júnior - São Paulo, SP
11/01/2017 19:40:03 — 11/01/2017 19:42:14

Em: Corinthians, Futebol, Internacional, Mercado da bola
Fagner e Rodriguinho estão entre os poucos que podem despertar a cobiça de clubes estrangeiros (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
Fagner e Rodriguinho estão entre os poucos que podem despertar cobiça de estrangeiros (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Um dos raros remanescentes do elenco do Corinthians campeão brasileiro em 2015, o lateral esquerdo Uendel encaminhou a sua transferência para o Internacional. O jogador se reapresentou no CT Joaquim Grava nesta quarta-feira e já se despediu de alguns companheiros.

“Tudo passa por mim. Tudo”, comentou o técnico Fábio Carille, quando questionado se a decisão da diretoria de vender Uendel afetava o seu trabalho. “Não tem nada certo ainda. Pode acontecer, e o Corinthians está procurando o melhor para todos – para si, para o atleta e para o clube para o qual ele vai”, acrescentou, desconversando.

O Corinthians achou benéfica a saída de Uendel, que tinha contrato válido até 31 de dezembro de 2018, porque deverá lucrar mais de R$ 3 milhões com a transação e poderá colocar o jovem Guilherme Arana em evidência como titular. O concorrente do prata da casa será Moisés, de volta de empréstimo para o Bahia.

Para Uendel, disputar a Série B do Campeonato Brasileiro não será um problema, até porque o seu salário aumentará consideravelmente no Internacional, que, por sua vez, pretende resolver uma antiga carência com a contratação.

Mesmo com a perda de um titular, Fábio Carille está longe de enfrentar o mesmo problema da última temporada, quando quase todos eles se foram. Ainda assim, o técnico tem consciência de que ainda é cedo para comemorar – o meia-atacante Marlone, por exemplo, recebeu proposta do Atlético-MG, enquanto o armador Rodriguinho foi cogitado como alvo do mercado chinês.

“Não queremos perder qualidade. O Fagner fez um excelente ano pela segunda vez, o Rodriguinho e o Marlone se destacaram… A ideia é não perder mais ninguém e tentar fortalecer ainda mais o time, mas a gente sabe que sempre existe o risco”, aprendeu Fábio Carille.

Jogadores que também não tiveram tanto destaque em 2016 poderão enxugar o elenco do Corinthians, como o zagueiro Vilson e o atacante Lucca, alvo de interesse do Botafogo e da Ponte Preta. Outros retornaram de empréstimo sem saber se serão aproveitados, como o ponta colombiano Stiven Mendoza.