Auxiliar de Vítor Pereira analisa partida do Corinthians na Bombonera: "Soube sofrer"

São Paulo, SP

18-05-2022 01:02:21

A coletiva de imprensa do Corinthians após o empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, na noite desta terça-feira, pela Libertadores, foi dada pelo auxiliar técnico Felipe Almeida, já que o técnico Vítor Pereira acabou expulso no segundo tempo após confusão generalizada.

O profissional, inclusive, comentou sobre o momento em que tanto VP quanto Cantillo acabaram expulsos - Pol Fernández, também envolvido no caso, levou apenas cartão amarelo.

“De onde nós estávamos, não conseguimos ver bem o que se passou. Ainda não falamos com o jogador (Cantillo). É pena para o espetáculo ficar com menos um jogador (...). Mas estão de parabéns”, iniciou Filipe Almeida.

“Sabíamos que, a partir daquele momento (expulsão), eles iam arriscar tudo, ganhamos mais altura quanto estávamos mais perto do gol, mas só me lembro, nesses cinco minutos, de uma grande oportunidade, foi a grande oportunidade deles. Mas funcionou, conseguimos controlar aquilo que eram as intenções deles, mas não está nada garantido. Estamos na liderança, ainda falta um jogo e vamos lutar no próximo”.

VEJA MAIS: Du Queiroz comemora ponto conquistado pelo Corinthians na Bombonera

O auxiliar também avaliou a partida. “A equipe está de parabéns, não é fácil jogar neste estádio. Nossa equipe estava muito bem no jogo, conseguiu sair na frente, depois de fato eles conseguiram o empate numa altura que já não pensávamos que íamos sofrer. No entanto, tivemos atitude, entrega incrível nessas condições... Soubemos sofrer, estamos de parabéns”, finalizou.

O próximo compromisso do Corinthians na Libertadores, o último na fase de grupos, será diante do Always Ready, na Neo Química Arena, no dia 26 de maio. Neste domingo, a equipe tem clássico contra o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, também em casa, às 16h (de Brasília).


Confira outros trechos da coletiva de imprensa:

Dois empates seguidos (Internacional e Boca Juniors)

“Satisfeitos não estamos, pois buscamos os três pontos quando jogamos, mas foram dois bons jogos. Contra o Inter e hoje (terça) mostramos consistência. Não conseguimos ganhar, mas fizemos de tudo para ganhar. A equipe está de parabéns. A cada jogo melhorar. Sabemos que não podemos ganhar todos. Hoje lutamos e saímos com um ponto”.

Alternância tática

“A questão é mais tática. Penso que o Vítor também já disse que temos duas estruturas que vêm sendo trabalhadas. Eles sabem como se comportar em uma ou outra. Em função do jogo, vamos adotando uma ou outra. Hoje começamos com três zagueiros, entramos bem, fizemos o gol, vimos necessidade de alterar e a equipe soube se adaptar bem. É o caminho a percorrer e demonstramos qualidade numa forma ou outra”.

Clássico contra o São Paulo

“O mais importante agora é recuperá-los, foram dois jogos intensos, que exigiram muito. Teremos quatro dias, jogamos no domingo, vai dar tempo de recuperar. Com calma vamos (nos) preparar para o jogo contra o São Paulo. Sabemos da importância. Fazer tudo para ganhar”.

Opinião sobre falta ou não de maturidade diante do Boca

“Eles estavam avisados das condições que iríamos encontrar. Maturidade a equipe demonstrou porque não é fácil nessas condições manter o controle. Naquele momento da expulsão, ainda não vi as imagens nem falei com os jogadores, o importante é que a equipe lutou. Inicialmente fomos bem, depois tivemos que sofrer. As grandes equipes sabem que os jogos são assim, nem sempre estaremos no domínio do jogo. A equipe mostrou esse espírito, essa coragem. Não é fácil ficar com um a menos, criaram só uma oportunidade, foi pela coragem e determinação. Estão de parabéns”.

Deixe seu comentário