Ambiente do Corinthians é exaltado por reforços: "Tudo muito simples"

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

23-02-2016 07:58:01

Reforços acreditam que brincadeiras e simplicidade no dia a dia são as chaves para o sucesso alvinegro

O poder econômico, a estrutura para treinamentos e a capacidade do técnico Tite normalmente são os fatores indicados pelos jogadores de futebol para apontar as causas do sucesso do Corinthians nos últimos anos. Para os atletas contratados neste início de temporada, no entanto, o que mais chama a atenção no Alvinegro é a simplicidade com que as coisas são tratadas.

"Quando você olha de fora você imagina muitas coisas sobre o que acontece internamente. Hoje que eu estou aqui dentro me sinto muito à vontade, a gente vê que todo mundo faz questão de deixar tranquilo. Não tem aquelas bobagens que deixa a gente meio tímido", comentou o meia Giovanni Augusto, explicando que "formalidades" podem ser as causadoras de um insucesso.

"Em outros clubes esses detalhes ficam estressando o jogador e acabam tirando o foco. Fui surpreendido, aqui tudo é muito tranquilo quanto a isso. Em determinados clubes a gente leva até multa por tomar café, almoçar, jantar de chinelo. Uma coisa tão simples como essa e às vezes o atleta perde toda a concentração por essas besteiras", relatou o armador.

Antes dele, quem também já havia elogiado o ambiente no Timão era o zagueiro paraguaio Fabián Balbuena e o atacante André. Ambos ressaltaram que os novos companheiros eram "muito gente boa". "Fui recebido muito bem aqui, me senti em casa a todo momento", apontou o defensor, único dos contratados que ainda não fez sua estreia oficial pelo clube.

Falta agora saber quando eles serão melhor aproveitados pelo técnico Tite, que ainda reluta em dar a condição de titular às peças contratadas. Giovanni Augusto é quem teve mais chances, atuando em quatro dos seis jogos da equipe no ano. Guilherme, cercado de expectativas, deve voltar a jogar após três jogos nesta quarta, contra o São Bento. Marlone, Willians, Balbuena, Vilson e André são os outros sedentos por uma chance.

"Nosso grupo é muito focado, muoto unido, procuramos conversar sempre respeitando um ao outro. Temos que procurar o nosso espaço, temos a responsabilidade de entrar no lugar daqueles que foram embora, mas temos de fazer por onde também. Aos poucos estamos ganhando a confiança e o condicionamento físico que a gente precisa para chegar a essa condição", encerrou Giovanni.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?