Futebol/Eliminatórias Sul-Americanas

Pizzi se despede, e Pellegrini é o favorito para assumir o Chile

São Paulo , SP
11/10/2017 13:17:51

Em: Chile, Eliminatórias Copa do Mundo
Juan Antonio Pizzi não é mais o técnico da seleção chilena (Foto: Martin BERNETTI/AFP)

Juan Antonio Pizzi não é mais treinador da seleção chilena. Após falhar na missão de conduzir a equipe à Copa do Mundo da Rússia, o técnico teve seu ciclo encerrado à frente da Roja. Substituto de Jorge Sampaoli, que deixou o Chile para assumir o Sevilla, Pizzi não escondeu sua tristeza com a derrota por 3 a 0 para o Brasil e tratou de se despedir dos atletas ainda no vestiário do Palestra Itália.

Gary Medel, um dos titulares no confronto contra a Seleção Brasileira nesta terça-feira, revelou a conversa que Pizzi teve com todo o elenco, devastado com o fato de ficar de fora da próxima Copa do Mundo após conquistar duas Copas Américas, chegar à final da Copa das Confederações e às oitavas do último Mundial, quando acabou eliminado pelo Brasil.

“O professor nos juntou e informou sobre sua saída. Foi um momento amargo para ele e para nós. É uma pena, essa comissão técnica tinha grandes pessoas e grandes profissionais”, afirmou o volante.

Com o desligamento de Juan Antonio Pizzi, a seleção chilena já começa a analisar alguns nomes para o cargo de treinador. Manuel Pellegrini, ex-técnico do Manchester City, surge como favorito para assumir o posto. Com a equipe inglesa ele, inclusive, se sagrou campeão inglês na temporada 2013/14. Atualmente dirige o Hebei China Fortune.

Caso Pellegrini seja realmente contratado para a seleção chilena, se encerrará um ciclo de treinadores argentinos no comando do futebol do Chile que dura desde 2007. Marcelo Bielsa, Claudio Borghi e Jorge Sampaoli passaram pelo cargo desde então.