COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA

Se a Seleção Brasileira vive grande momento e chega na Copa do Mundo no auge de sua forma e de suas atuações, o mesmo não pode se dizer de uma de seus concorrentes diretos no grupo: a Sérvia. Nesta segunda-feira, no Estádio de Graz, na Áustria, os adversários do time de Tite na terceira rodada tiveram uma atuação muito ruim e acabaram derrotados pelo Chile por 1 a 0.

O gol dos comandados de Reinaldo Rueda, ex-treinador do Flamengo, foi marcado já na reta final da partida, aos 42 minutos, pelo zagueiro Maripán, que aproveitou a bola aérea para testar firme para o fundo das redes. Fora da Copa do Mundo e em processo de renovação, o Chile apresentou problemas defensivos, que nem assim foram aproveitados pelos sérvios, apesar de muitas chances criadas.

Antes da estreia no Mundial da Rússia, o técnico Mladen Krstajic tem apenas mais um amistoso. No sábado, a Sérvia enfrenta a Bolívia, novamente Graz, na Áustria. A estreia na Copa está marcada para o dia 17 de junho, diante da Costa Rica, em Samara. Cinco dias depois, o rival será a Suíça, em Kaliningrado. Na última rodada do grupo E, o adversário é o Brasil, em Moscou.

A Sérvia foi derrotada pelo Chile no penúltimo amistoso antes da estreia na Copa (Foto: JOE KLAMAR/AFP)

O JOGO

O início de jogo foi de pressão intensa do Chile, que apertava a saída de bola da Sérvia e conseguia ter o controle da partida, criando chances e assustando os futuros adversários do Brasil. Aos poucos, porém, a intensidade chilena foi dando lugar a uma passividade e marcação mais baixa, já em seu campo defensivo.

Mesmo sem Matic, que iniciou no banco de reservas, os sérvios passaram a equilibrar o jogo e ter a bola, mas ainda pecando na criação para infiltrar na defesa montada pelo ex-treinador do Flamengo, Reinaldo Rueda. A primeira oportunidade veio aos 18 minutos, com Radonjic, que fez linda jogada individual e arrematou firme, obrigando grande intervenção de Arias.

As marcações se sobressaíram no restante do primeiro tempo e as oportunidades de gol cessaram consideravelmente. Porém, com a Sérvia melhor em campo. A mais clara oportunidade saiu já aos 39 minutos, quando Kolarov invadiu a área chilena pela esquerda e arriscou um chute cruzado, no qual a bola saiu literalmente raspando a trave.

O segundo tempo começou com a Sérvia melhor e disposta a tirar o zero do placar na Áustria. Aos seis minutos, Radonjic ficou sozinho na entrada da área, em plenas condições de finalizar, mas a bola saiu pela linha de fundo. Depois, o mesmo Radonjic saiu novamente na cara do gol, mas perdeu o ângulo e viu Arias fechar bem para fazer a defesa.

A partir dos 20 minutos, um apagão tomou conta da Sérvia. O Chile, que pouco criava ofensivamente, teve duas grandes chances de marcar. Primeiro, Valdes chutou à queima-roupa da entrada da área e Stojkovic espalmou a bola para escanteio. Aos 29 minutos, Junior Fernandez fez toda a jogada e deixou Ángelo Henríquez livre para abrir o placar. O camisa 22, porém, perdeu o gol mais feito do dia, debaixo da trave.

A pressão, enfim, culminou em gol, já nos minutos finais da partida. Aos 42 minutos, Maripán completou para a rede e deu a vitória ao time comandado por Reinaldo Rueda, em uma partida que foi de poucas emoções.

Confira outros resultados desta segunda-feira: 

Índia 3 X 0 Quénia
Armênia 0 X 0 Moldávia
Marrocos 2 X 1 Eslováquia



Messi é fotografado junto a um bode para a revista Paper Magazine, em referência a ser o melhor de todos os tempos (goat) (Foto: Reprodução Instagram)

Você pode achar estranho, mas tem um motivo: Lionel Messi, atacante do Barcelona e da seleção argentina, foi fotografado ao lado de um bode para a revista Paper Magazine desta segunda-feira. Tudo porque o animal, em inglês, é chamado de goat, mesmas iniciais de “maior de todos os tempos”, em inglês (G.O.A.T.). Colocando a peculiaridade de lado e às vésperas da Copa do Mundo, o astro se mostrou humilde e reforçou a importância de vestir a camisa de seu país.

“Não me considero o melhor. Acredito que eu seja apenas um jogador como qualquer outro. Somos todos iguais no campo quando a partida começa”, relatou. Ele já foi eleito cinco vezes melhor do mundo, ao lado de Cristiano Ronaldo, que defende Portugal e o rival Real Madrid.

Em relação à seleção argentina, o craque demonstrou a importância de manter as raízes e do favoritismo que sempre a acompanhou, independentemente do momento. “Quando nós (argentinos) queremos fazer algo, tratamos de fazer o possível para isso. No meu caso é uma mistura de ambição e empenho. Temos que ser mais fortes como equipe para ficarmos no mesmo nível de seleções como França, Alemanha, Brasil e Espanha. Porém, temos um bom grupo de jogadores, e a Argentina é candidata sempre”, disse.

A Argentina está no grupo D da Copa do Mundo da Rússia, junto de Islândia, Croácia e Nigéria. Sua estreia será contra a Islândia, no dia 16, depois encara a Croácia e, por fim, a Nigéria, no dia 26. Lionel Messi nunca venceu uma Copa do Mundo pela Argentina.



Nesta segunda-feira, o CIES Football Observatory, um centro de pesquisa especializado em futebol e localizado na Suíça, divulgou um estudo com os 100 jogadores mais valiosos do mundo que atuam nas cinco principais ligas mundiais. Harry Kane, atacante do Tottenham, é o melhor colocado (201,2 milhões de euros), enquanto Neymar (195,7 milhões, do PSG) vem em segundo e seu colega de equipe, Kylian Mbappé, fecha o top 3 (186,5 milhões de euros).

Apenas mais nove brasileiros além de Neymar compõem o ranking, sendo que apenas um deles, Fabinho Tavares, não foi convocado por Tite para a Copa do Mundo. Confira cada um deles e seus respectivos valores segundo a pesquisa:

2º colocado – Neymar: no PSG, o atacante tem valor estimado em 195,7 milhões de euros
12º colocado – Philippe Coutinho: no Barcelona, ele é o primeiro depois de Neymar nesta lista, com valor estipulado em 154,6 milhões
15º colocado – Roberto Firmino: atacante do Liverpool, ele não é titular de Tite e vale 142,6 milhões de euros
16º colocado – Gabriel Jesus: no Manchester City e incontestável na Seleção, o atacante tem valor de 140,3 milhões
21º colocado – Ederson: goleiro mais bem avaliado do ranking, o brasileiro tem valor estipulado em 104,6 milhões de euros
53º colocado – Fabinho Tavares: o recém-contratado Fabinho Tavares é lateral no Liverpool e é o único da lista que não foi chamado por Tite. Tem valor de 75,8 milhões de euros
57º colocado – Alisson: incontestável na Roma e na Seleção, o goleiro vale 75 milhões de euros
67º colocado – Casemiro: de Real Madrid à Seleção Brasileira, o volante tem valor de 69,5 milhões
72º colocado – Paulinho: atualmente no Barcelona e conquistando bons números, Paulinho vale 68,2 milhões de euros
88º colocado – Marquinhos: completando a lista de brasileiros, o zagueiro Marquinhos, do PSG, tem valor estipulado em 60,4 milhões de euros

A quantidade de jogadores brasileiros entre os mais valiosos, no entanto, está abaixo das demonstradas em outros anos, com destaque para a ausência de Marcelo, lateral do Real Madrid e da Seleção. Já na lista geral, chamam a atenção o maior número de franceses (16) e a variedade de nacionalidades entre os mais valiosos: nos dez primeiros colocados, tem-se dois ingleses (Kane e Dele Alli), dois franceses (Mbappé e Griezmann), dois belgas (de Bruyne e Lukaku), dois argentinos (Messi e Dybala), um brasileiro (Neymar) e um egípcio (Salah).

Confira abaixo os 20 primeiro colocados do ranking geral, segundo o CIES Football Observatory:

1 – Harry Kane (Tottenham) – 201,2 milhões de euros

2- Neymar Júnior (Paris Saint-Germain) – 195,7 milhões de euros

3 – Kylian Mbappé (Paris Saint-Germain) – 186,5 milhões de euros

4 – Lionel Messi (Barcelona) – 184,2 milhões de euros

5 – Mohamed Salah (Liverpool) – 171,3 milhões de euros

6 – Dele Alli (Tottenham) – 171 milhões de euros

7 – Kevin de Bruyne (Manchester City) – 167,2 milhões de euros

8 – Antoine Griezmann (Atlético de Madrid) – 164,5 milhões de euros

9 – Paulo Dybala (Juventus) – 164,2 milhões de euros

10 – Romelu Lukaku (Manchester United) – 163,4 milhões de euros

11 – Raheem Sterling (Manchester City) – 155,1 milhões

12 – Philippe Coutinho (Barcelona) – 154,6 milhões de euros

13 – Leroy Sané (Manchester City) – 152,2 milhões de euros

14 – Paul Pogba (Manchester United) – 144,9 milhões de euros

15 – Roberto Firmino (Liverpool) – 142,6 milhões de euros

16 – Gabriel Jesus (Manchester City) – 140,3 milhões de euros

17 – Eden Hazard (Chelsea) – 124,7 milhões de euros

18 – Luis Suárez (Barcelona) – 120,4 milhões de euros

19 – Samuel Umtiti (Barcelona) – 111,5 milhões de euros

20 – Christian Eriksen (Tottenham) – 106,2 milhões de euros

Cristiano Ronaldo, o jogador mais velho entre os 100 mais valiosos, está em 24º lugar, perdendo para nomes como Sané, Pogba, Hazard, Suárez, Higuaín e Ederson, o goleiro mais bem colocado do ranking, em 21º. Harry Kane, com 25 anos e primeiro colocado, fez 80 gols em duas temporadas pelo Tottenham e disputará a Copa do Mundo pela Inglaterra.



A seleção colombiana foi mais uma que divulgou os seus convocados para a Copa do Mundo na data-limite para isso. Na manhã desta segunda-feira, o treinador José Pekerman revelou o nome dos 23 jogadores que representarão país na Rússia e confirmou a presença de Miguel Borja, atacante do Palmeiras.

Além do camisa 9 do Verdão, os outros nomes de destaque da seleção sul-americana são Radamel Falcão Garcia, que perdeu o último mundial quando estava no auge por uma lesão e hoje atua no Mônaco, o meia James Rodrigues, do Bayern de Munique e o zagueiro Yerri Mina, do Barcelona. O volante Gustavo Cuellar, do Flamengo estava na pré-lista com 35 nomes porém foi cortado.

A convocação do camisa 9 foi motivo de comemoração para o Palmeiras, que publicou um vídeo relembrando alguns gols de seu atacante e desejando boa sorte para o jogador.

A Colômbia faz parte do Grupo H da Copa do Mundo ao lado de Polônia, Senegal e Japão. A estreia da seleção sul-americana na competição acontece diante dos asiáticos no dia 19 de junho.

Confira a lista final da Colômbia:

Goleiros: José Fernando Cuadrado (Once Caldas-COL), David Ospina (Arsenal-ING) e Camilo Vargas (Deportivo Cali-COL)

Defensores: Santiago Arias (PSV-HOL), Frank Fabra (Boca Juniors-ARG), Yerry Mina (Barcelona-ESP), Johan Mojica (Girona-ESP), Óscar Murillo (Pachuca-MEX), Dávinson Sánchez (Tottenham-ING) e Cristian Zapata (Milan-ITA)

Meio-campistas: Abel Aguilar (Deportivo Cali-COL), Wilmar Barrios (Boca Juniors-ARG), Juan Cuadrado (Juventus-ITA), Jefferson Lerma (Levante-ESP), Juan Quintero (River Plate-ARG), James Rodríguez (Bayern München-ALE), Carlos Sánchez (Espanyol-ESP) e Mateus Uribe (Amética-MEX)

Atacantes: Miguel Borja (Palmeiras), Carlos Bacca (Villarreal-ESP), Falcao García (Monaco-FRA), José Izquierdo (Brighthon-ING), Luis Muriel (Sevilla-ESP)




A Bélgica revelou a sua lista final para a Copa do Mundo com uma particularidade. Lesionado no amistoso do último final de semana, o zagueiro Kompany faz parte dos 23 nomes, porém como sua participação no mundial ainda não pode ser confirmada devido as suas condições físicas, o treinador Roberto Martinez assinou a convocação com o zagueiro Laurent Ciman na lista de espera.

A escolha em deixar um defensor de sobreaviso se dá pelas condições físicas de seu capitão que precisará ser reavaliado durante a semana para saber se terá condições de atuar ou não na Copa do Mundo. Vale lembrar que as seleções podem alterar a lista final, em caso de lesões, até 24 antes da sua primeira partida no mundial, no caso da Bélgica, Panamá no dia 18.

O capitão belga sentiu uma lesão no amistoso contra Portugal do último sábado (Foto: BRUNO FAHY / BELGA / AFP)

“Até 24 horas antes do jogo contra o Panamá ainda podemos fazer uma substituição na lista. Precisamos esperar um período de sete ou oito dias para analisar a situação de Kompany. Então teremos uma boa oportunidade para fazer um diagnóstico. Ele é um verdadeiro líder e se apresentou de maneira fantástica quando esteve em campo. Sua liderança é essencial para nós”, disse o treinador.

Além de Panamá, o grupo belga da Copa do Mundo conta com Tunísia e Inglaterra. Ainda antes da estreia na Rússia, a Bélgica fará dois amistosos para finalizar a preparação. O primeiro deles será contra o Egito, no dia 6, e o último diante da Costa Rica, no dia 11.

Goleiros: Koen Casteels (Wolfsburgo), Thibaut Courtois (Chelsea) e Simon Mignolet (Liverpool/).

Defesas: Toby Alderweireld (Tottenham), Dedryck Boyata (Celtic), Leander Dendoncker (Anderlecht), Vincent Kompany (Manchester City), Thomas Meunier (Paris Saint-Germain), Jan Vertonghen (Tottenham) e Thomas Vermaelen (FC Barcelona).

Meio-campo: Yannick Carrasco (Dalian Aerbin), Nacer Chadli (West Bromwich), Kévin De Bruyne (Manchester City), Moussa Dembélé (Tottenham), Marouane Fellaini (Manchester United), Youri Tielemans (Mónaco) e Axel Witsel (Tianjin Quanjian).

Atacantes: Michy Batshuayi (Borussia Dortmund), Eden Hazard (Chelsea), Thorgan Hazard (Borussia Mönchengladbach), Adnan Januzaj (Real Sociedad), Romelu Lukaku (Manchester United) e Dries Mertens (Napoli).

Espera: Laurent Ciman (Los Angeles Galaxy/EUA)

Croácia também está convocada

Após a disputa do amistoso contra o Brasil, quando saiu derrotada por 2 a 0, a Croácia definiu a sua lista final para a disputa da Copa do Mundo. A maior parte do trabalho do treinador Zlato Dalic já havia sido feito, e o comandante só precisou realizar um corte e escolheu o zagueiro Matej Mitrovic para deixar a seleção.

O grupo croata desse Mundial será o C, ao lado de Argentina, Nigéria e Islândia sendo a estreia contra os africanos no dia 16. Ainda antes do mundial, a Croácia encara a seleção de Senegal no amistoso final de preparação para a Copa do Mundo.

Zlato Dalic precisou fazer apenas um corte na seleção para apresentar os 23 (Foto: Oli SCARFF / AFP)Goleiros: Subasic (Monaco), Kalinic (Gent), Livakovic (Dínamo Zagreb);

Defensores: Vedran Corluka (Lokomotiv Moscou), Vida (Besiktas), Strinić (Sampdoria), Lovren (Liverpool), Vrsaljko (Atletico de Madrid), Pivarić (Dynamo Kiev), Jedvaj (Bayer Leverkusen), Caleta-Car (RB Salzburg);

Meio-campo: Modric e Kovacic (Real Madrid), Rakitic (Barcelona), Badelj (Fiorentina), Brozović (Internazionale), Filip Bradaric (Rijeka-CRO);

Atacantes: Mandzukic (Juventus), Perisic (Internazionale), Kalinic (Milan), Kramaric (Hoffenheim), Pjaca (Schalke), Rebic (Eintracht Frankfurt)



Mohamed Salah lesionou o ombro no último dia 26, na final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Real Madrid (Foto: Genya Savilov/AFP)

Na manhã desta segunda-feira, a Federação Egípcia de Futebol divulgou os 23 jogadores que disputarão a Copa do Mundo pelo país. Com Mohamed Salah, que sofreu uma lesão no ombro na final da Liga dos Campeões, no último dia 26 de maio, a lista não possui surpresas, a não ser a convocação do goleiro Essam El Hadar, de 45 anos, que, se colocado em campo pelo técnico Hector Cuper, será o atleta mais velho a disputar uma edição do Mundial. Confira abaixo a lista completa do Egito:

Goleiros: Essam El Hadary (Al Taawoun), Mohamed El-Shennawy (Al Ahly) e Sherif Ekramy (Al Ahly).
Defensores: Ahmed Fathi, Saad Samir, Ayman Ashraf (Al Ahly), Mahmoud Hamdy (Zamalek), Mohamed Abdel-Shafy (Al Fateh), Ahmed Hegazi (West Bromwich), Ali Gabr (West Bromwich), Ahmed Elmohamady (Aston Villa) e Omar Gaber (Los Angeles FC).
Meio-campistas: Tarek Hamed, (Al Raed), Shikabala (Zamalek), Abdallah Said (Al Ahli), Sam Morsy (Wigan Athletic), Mohamed Elneny (Arsenal), Mahmoud Kahraba (Ittihad Jeddah), Ramadan Sobhi (Stoke City), Mahmoud Hassan (Kasimpasa) e Amr Warda (Atromitos Athens).
Atacantes: Marwan Mohsen (Al Ahly) e Mohamed Salah (Liverpool).

Na última sexta-feira, a seleção egípcia empatou por 0 a 0 com a Colômbia em amistoso preparatório que aconteceu na cidade de Bérgamo, na Itália. Na próxima quarta, o adversário será a Bélgica, em Bruxelas, fechando o ciclo de amistosos.

Salah está em processo de recuperação e deve perder a primeira partida da fase de grupos da Copa do Mundo, contra o Uruguai, no dia 15 de junho. Os adversários seguintes serão a anfitriã Rússia, dia 19, e a Arábia Saudita, dia 25.

Outra seleção que também divulgou sua lista final foi o Marrocos, que compõe o grupo B junto de Portugal, Espanha e Irã. Confira abaixo:

Goleiros: Monir Mohand Mohamed (Numancia/ESP), Yassine Bounou (Gérone/ESP) e Ahmed Reda Tagnaouti (Ittihad Tanger/MAR)
Defensores:
 Mehdi Benatia (Juventus/ITA), Romain Saiss (Wolverhampton/ING), Manu Da Costa (Istanbul Basaksehir/TUR), Achraf Hakimi (Real Madrid/ESP), Nabil Dirar (Fenerbahçe/TUR) e Hamza Mendyl (Lille/FRA)
Meio-campistas: 
Youssef Ait-Bennasser (Caen/FRA), Medhi Carcela (Standard de Liège/BEL), Karim El Ahmadi (Feyenoord Rotterdam/HOL), Younes Belhanda (Galatasaray/TUR), Hakim Ziyech (Ajax Amsterdam/HOL), Fayçal Fajr (Getafe/ESP), Sofyan Amrabat (Feyenoord Rotterdam/HOL), Nordin Amrabat (Leganés/ESP), Mbark Boussaoufa (Al Jazira/EAU) e Amine Harit (Schalke 04/ALE)
Atacantes:
Aziz Bouhaddouz (St. Pauli/ALE), Khalid Boutaib (Yeni Malatyaspor/TUR), Ayoub El Kaabi (Renaissance Berkane/MAR) e Youssef En Nesyri (Malaga/ESP).



A atual campeã do mundo está definida para a disputa da Copa do Mundo. Com uma lista prévia de 27 nomes, a Alemanha anuncia na manhã desta segunda-feira, data limite para a convocação final, o corte de quatro jogadores com uma grande surpresa. Destaque da temporada vitoriosa do Manchester City, o atacante Leroy Sané não irá a Rússia para disputar o Mundial.

Além do atacante de 22 anos, os outros escolhidos de Joachim Low para ficar de fora foram os O goleiro Bernd Leno, o defensor Jonathan Tah e o atacante Nils  Petersen. Na coletiva de anúncio do corte, o comandante afirmou que a escolha dos 23 foi bastante apertada.

Leroy Sané ficou de fora da lista final que representará a Alemanha na Rússia (Foto: JOE KLAMAR / AFP)

“Foi uma decisão muito apertada entre ele e Brandt. Há dias melhores na vida de um treinador de seleção, quando você tem que mandar quatro para casa jogadores incríveis, que mereciam estar na Copa do Mundo”, avaliou o comandante.

Outro destaque da convocação final alemã foi a presença de Manuel Neuer, já que o goleiro perdeu a maior parte da temporada se tratando de lesões. Dessa forma, a Alemanha irá para a Rússia com 10 atletas que vieram no Brasil há quatro anos e foram campeões mundiais.

Os atuais campeões do mundo integram o Grupo F, ao lado de México, Suécia e Coreia do Sul. A estreia alemã acontece no dia 17 de junho diante dos norte-americanos. Antes da primeira partida no Mundial, a Alemanha fará um amistoso contra a Arábia Saudita, no dia 8 de junho.

Goleiros: Neuer (Bayern de Munique), Ter Stegen (Barcelona) e Trapp (Paris Saint-Germain);

Defensores: Kimmich, Boateng, Hummels, Süle (Bayern de Munique), Ginter (Borussia Mönchengladbach), Hector (Colônia), Plattenhardt (Hertha Berlin) e Rüdiger (Chelsea);

Meias: Draxler (Paris Saint-Germain), Goretzka (Schalke 04), Gundogan (Manchester City), Khedira (Juventus), Kroos (Real Madrid),  Rudy (Bayern de Munique), Reus (Borussia Dortmund), Ozil (Arsenal)

Atacantes: Thomas Müller (Bayern de Munique), Mario Gomez (Stuttgart) Timo Werner (RB Leipzig) e Brandt (Bayer Leverkusen)




Lateral direito arrancou elogios de Tite por sua atuação contra a Croácia (foto: Pedro Martins/Mowa Press)

Danilo será o lateral direito titular da Seleção Brasileira no início da Copa do Mundo. Sem contar com Daniel Alves, contundido, o técnico Tite apostou no jogador do Manchester City na vitória por 2 a 0 em amistoso contra a Croácia, no domingo, em Liverpool, e gostou do que viu.

“O Danilo jogou muito. Jogou muito!”, repetiu Tite, quando ouviu que o jogador não havia apoiado tanto o ataque. “Nas ações defensivas de cobertura, ele beirou a perfeição. E fez as ultrapassagens onde estava o Willian no timing exato. Só não construiu igual ao Marcelo porque ninguém constrói igual ao Marcelo”, acrescentou.

Segundo Tite, Danilo largou na frente para suprir a baixa de Daniel Alves porque Fagner, o outro lateral direito da delegação brasileira, estava em recuperação de contusão muscular.

Ainda há outras dúvidas a dirimir – a principal delas, em relação ao armador central da equipe brasileira. Tite escalou o volante Fernandinho na função nos últimos dois amistosos, porém admitiu que a Seleção rendeu mais quando o meia Philippe Coutinho estava ali. Antes, o dono do posto era o também meio-campista Renato Augusto.

No ataque, o centroavante Roberto Firmino tem botado pressão, como Tite gosta de dizer, em Gabriel Jesus. O atleta do Liverpool substituiu o do Manchester City no princípio do segundo tempo do jogo contra a Croácia e teve o seu esforço recompensado com um gol nos acréscimos.

“Para o Firmino, tinha uma atmosfera de estar jogando em casa. Há uma relação de confiança, e isso pesa”, comentou Tite, sobre ter apostado em Firmino mais cedo em Anfield. “No aspecto mental, esse jogo foi exemplar”, generalizou.

O amistoso contra a Croácia foi o penúltimo da Seleção Brasileira antes da estreia na Copa do Mundo da Rússia. No domingo que vem, em Viena, o time dirigido por Tite será testado diante da Áustria, que não estará no Mundial, mas derrotou a Alemanha por 2 a 1 no sábado.

Já pelo grupo E da Copa, o Brasil enfrentará a Suíça (17/06), a Costa Rica (22/06) e a Sérvia (27/06).