Futebol/Bastidores

Richardson exalta tempo de preparação para duelo direto com o Bota

São Paulo , SP
10/10/2018 18:31:36

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Ceará, Notícias
Richardson projetou o confronto com o Botafogo (Foto: Israel Simonton/cearasc.com)

Com o empate do Vasco diante do Botafogo, o Ceará retornou à zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Agora, o Vozão terá que derrotar justamente o time de General Severiano para deixar a incômoda zona de rebaixamento. A partida está programada para a próxima segunda-feira, às 20 horas (de Brasília), no Castelão.

Como o Cruzeiro entrou com um pedido para adiar a partida diante Ceará, pela 28ª rodada do nacional, a equipe comandada pelo técnico Lisca tem um jogo a menos em relação aos demais concorrentes na briga contra a degola e terá 15 dias de preparação para o embate com os botafoguenses. Para o meio-campista Richardson, o longo de tempo de preparação é algo para se comemorar.

“Tem muita gente que fala que a pausa é um ponto negativo, porque pode quebrar o ritmo que o time vinha tendo na competição. Eu procuro sempre encontrar o lado bom das coisas. Para nós, essa pausa nos possibilitou um tempo maior de preparação. O professor Lisca está conseguindo estudar vários esquemas táticos e aperfeiçoar ainda mais a ideologia dele”, disse o jogador.

Com 28 partidas disputadas, uma a mais que o Ceará, o Botafogo tem 34 pontos e ocupa a 12ª posição. O Alvinegro Cearense, por sua vez, ocupa a 17ª colocação, com 30 pontos. Próximos na tabela, as equipes analisam o confronto como decisivo, e Richardson não foge do discurso.

“Confronto direto nunca é um jogo fácil. É o tipo de partida que se decide nos detalhes. O Botafogo é um adversário super difícil de encarar. É uma equipe com bastante qualidade técnica. Iremos respeitá-los, mas sabemos que, diante do nosso torcedor, precisamos fazer a nossa lição de casa”, declarou.