COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA
Recém-recuperado, atacante do Paris Saint-Germain não jogava há mais de três meses (foto: Pedro Martins/Mowa Press)

O retorno triunfal de Neymar mais de três meses após fraturar o quinto metatarso do pé direito surpreendeu o técnico Tite. O atacante do Paris Saint-Germain foi a campo no segundo tempo do amistoso contra a Croácia, neste domingo, em Liverpool, marcou o primeiro gol do jogo e comandou a construção da vitória por 2 a 0.

“Ele voltou acima do padrão normal, muito acima das minhas expectativas. Esperava muito menos dele. Existe um processo de retomada após uma lesão. O atleta diferenciado retoma tudo mais aceleradamente, mas precisa passar por etapas”, comentou Tite, ao término do jogo, ressalvado que ainda espera uma oscilação técnica de Neymar.

Apesar dos elogios, o técnico voltou a combater o discurso de que o Brasil depende demasiadamente do seu astro. Tite gosta de valorizar o jogo coletivo da Seleção, que, em amistosos recentes, venceu Rússia e Alemanha sem Neymar.

“Ele é um jogador diferente, mas não pode ser só dele a responsabilidade de decidir um jogo. Assim, fica desumano. O Neymar é parte integrante de um conjunto forte”, discursou o comandante brasileiro. “Pô, ele tem um talento individual extraordinário, mas, para marcar um gol, precisa de uma construção”, insistiu.

Em conjunto com Neymar, Tite decidiu que o jogador seria utilizado a partir do intervalo do duelo com a Croácia. Ainda não se sabe qual procedimento a comissão técnica do Brasil adotará contra a Áustria, no domingo, em Viena, no último amistoso preparatório para a Copa do Mundo da Rússia.

“Estou muito feliz por ele, mas não vou precipitar nada. Espero que os treinamentos falem”, disse Tite, que, além do gol de Neymar, comemorou outro, do centroavante Roberto Firmino, neste final de semana.



A Croácia fez um jogo equilibrado contra o Brasil no amistoso deste domingo, no Anfield, em Liverpool, mas viu Neymar entrar no segundo tempo e decidir a partida para a seleção verde e amarela, que venceu por 2 a 0. Depois do apito final, Luka Modric, capitão e principal jogador croata, fez questão de exaltar a atuação e o futebol do camisa 10, que voltou aos gramados pela primeira vez após a lesão sofrida no final de fevereiro.

“É bonito vê-lo no campo outra vez, é um craque, um dos melhores jogadores do mundo. Creio que no primeiro tempo jogamos de igual para igual contra o Brasil, estivemos bem. No entanto, eles melhoraram no segundo tempo, com a entrada do Neymar, que fez a diferença. Eles mereceram vencer”, disse o meia do Real Madrid, que trocou camisa com o brasileiro nos vestiários, após o jogo.

 

Comentando a respeito da atuação de sua equipe, Modric aproveitou para ressaltar a força da Seleção Brasileira, considerada por ele como a grande favorita ao título da Copa do Mundo da Rússia. “O Brasil é o grande favorito para ganhar o Mundial. Podemos ficar satisfeitos com o primeiro tempo que fizemos, porém um pouco menos com a segunda etapa. Temos que seguir nos preparando”, apontou.

Por fim, o croata foi questionado em relação à possibilidade de ser companheiro de Neymar no Real Madrid, diante das especulações que surgiram em função de uma eventual transferência do brasileiro ao clube espanhol. “Vamos ver o que acontece”, falou, aos risos, antes de deixar a zona mista.

 



Principal nome da seleção do Egito, Mohamed Salah publicou uma foto em que deixa todos esperançosos para vê-lo em ação na Copa do Mundo. O jogador, que sofreu uma lesão no ombro após jogada com Sergio Ramos e precisou ser substituído na final da Liga dos Campeões, está fazendo fisioterapia para se recuperar a tempo do torneio.

Na imagem, Salah aparece puxando um elástico com o braço esquerdo em uma academia e na legenda deixa uma mensagem: “Boa sensação”.

Depois da decisão em Kiev, na qual o Real Madrid derrotou o Liverpool e sagrou-se campeão da Champions, o egípcio chegou a ser especulado fora do Mundial, no entanto, exames apontaram apenas um problema na articulação dos ligamentos do ombro, lesão curável em duas ou três semanas. Com isso, deve estar à disposição de Héctor Cúper para jogar ao menos a segunda partida da fase de grupos do principal torneio de futebol do planeta.

Nesta temporada, Mohamed Salah foi um dos principais responsáveis por levar os Reds à final da Liga dos Campeões e foi nomeado o melhor jogador do Campeonato Inglês, competição em que ele foi o artilheiro, se tornando o recordista de gols em uma edição com 38 rodadas (32 gols).

A seleção egípcia estreia na Copa do Mundo no dia 15 de junho, quando enfrenta o Uruguai em Ecaterimburgo.



Após Neymar abrir o placar, Firmino marcou o segundo gol sobre a Croácia nos acréscimos (foto: Pedro Martins/Mowa Press)

Roberto Firmino ganhou confiança na disputa que trava com Gabriel Jesus para assumir o comando do ataque da Seleção Brasileira. Ele substituiu o companheiro no segundo tempo do amistoso contra a Croácia neste domingo e, nos acréscimos, anotou o gol que selou a vitória por 2 a 0.

“Estou muito feliz por jogar dentro de casa e fazer um gol, ajudando a Seleção a sair com a vitória”, comemorou Firmino, que é jogador do Liverpool, anfitrião da partida deste final de semana.

Apesar do gol em Anfield, o centroavante evitou fazer campanha por um lugar entre os titulares. Na preferência do técnico Tite, Roberto Firmino ainda está atrás de Gabriel Jesus.

“Estou aqui para ajudar a Seleção, para dar o meu melhor quando o Tite precisar. Sempre respeito a opinião dele”, discursou o atleta do Liverpool.

O amistoso contra a Croácia foi o penúltimo da Seleção Brasileira antes da estreia na Copa do Mundo da Rússia. No domingo que vem, em Viena, o time dirigido por Tite será testado diante da Áustria, que não estará no Mundial, mas derrotou a Alemanha por 2 a 1 no sábado.

Já pelo grupo E da Copa, o Brasil enfrentará a Suíça (17/06), a Costa Rica (22/06) e a Sérvia (27/06).



Danilo largou na frente de Fagner na disputa pela vaga que era de Daniel Alves (foto: Pedro Martins/Mowa Press)

O lateral direito Danilo foi aprovado em seu primeiro teste como substituto de Daniel Alves, lesionado e fora da Copa do Mundo da Rússia. O jogador do Manchester City teve uma atuação segura na vitória por 1 a 0 sobre a Croácia, em amistoso disputado neste domingo, em Liverpool.

“Estou muito satisfeito pelo meu jogo e pelo jogo da equipe. Foi importante não levar gol, tendo segurança atrás. Lá na frente, os nossos jogadores fazem a diferença. Estamos em um bom caminho”, comentou Danilo, que tem o corintiano Fagner como concorrente de posição.

O amistoso contra a Croácia foi o penúltimo da Seleção Brasileira antes da estreia na Copa do Mundo da Rússia. No domingo que vem, em Viena, o time dirigido por Tite será testado diante da Áustria, que não estará no Mundial, mas derrotou a Alemanha por 2 a 1 no sábado.

“Era só um jogo de preparação, mas a gente jogou contra um adversário muito qualificado. Havia grandes jogadores do outro lado. Esse é caminho. Temos que seguir sólidos e confiantes, porque a Copa do Mundo está aí”, disse Danilo.

No grupo E da Copa do Mundo, o Brasil terá pela frente a Suíça (17/06), a Costa Rica (22/06) e a Sérvia (27/06).



A Nigéria divulgou os seus 23 jogadores que estão convocados para a disputa da Copa do Mundo da Rússia. A lista feita pelo treinador Gernot Rohr não contou grandes surpresas e apresentou os principais nomes do país como o meia Victor Moses, do Chelsea e o atacante Alex Iwobi, do Arsenal.

A lista final foi formada após um corte de quatro atletas da pré-lista divulgada anteriormente. A Nigéria faz parte do grupo D da Copa do Mundo ao lado de Argentina, Croácia e Islândia. A estreia dos africanos acontece no dia 16 de junho, contra os croatas.

Para se preparar para a competição, os águias realizaram um amistoso no último sábado diante da Inglaterra e acabaram sendo derrotados por 2 a 1. Ainda antes da estreia, a seleção nigeriana fará um último teste contra a República Tcheca, no próximo dia 6.

Gernot Rohr durante amistoso contra a Inglaterra (Foto:Ben STANSALL/AFP)

Confira os 23 nomes da Nigéria:

Goleiros: Daniel Akpeyi (Chippa United), Francis Uzoho (Corunha) e Ike Ezenwa (Enyimba);

Defesa: Omeruo (Kasimpasa), Leon Balogun (Mainz), Troost-Ekong (Bursaspor), Chidozie (FC Porto), Elderson (Cercle Brugge), Ebuehi (Benfica), Abdullahi Shehu (Bursaspor) e Idowu (Amkar);

Meio campo: John Ogu (Hapoel Beer Sheva), Joel Obi (Torino), Ndidi (Leicester), Obi Mikel (Tianjin Teda), Onazi (Trabzonspor) e Etebo (Feirense);

Atacantes: Victor Moses (Chelsea), Alex Iwobi (Arsenal), Kelechi Iheanacho (Leicester), Ighalo (Changchun Yatai), Ahmed Musa (CSKA Moscovo) e Simy (Crotone).



Neymar está de volta. Neste domingo, após um primeiro tempo sonolento, o astro do Paris Saint-Germain substituiu o volante Fernandinho no amistoso contra a Croácia e provou estar plenamente recuperado da contusão que o afastou dos gramados nos últimos três meses. Foi dele o primeiro gol da vitória por 2 a 0 em Anfield, casa do Liverpool. Roberto Firmino, atacante do time inglês, fechou o placar nos acréscimos.

O amistoso foi o penúltimo da Seleção Brasileira antes da estreia na Copa do Mundo da Rússia. No domingo que vem, em Viena, o time dirigido por Tite será testado diante da Áustria, que não estará no Mundial, mas derrotou a Alemanha por 2 a 1 no sábado. Já a Croácia ainda jogará contra Senegal na sexta-feira, diante do seu povo.

No grupo E da Copa do Mundo, o Brasil terá pela frente a Suíça (17/06), a Costa Rica (22/06) e a Sérvia (27/06). A Croácia está na chave D, pela qual enfrentará a Nigéria (16/06), a Argentina (21/06) e a Islândia (26/06).

Primeiro tempo sonolento
Com o volante Fernandinho como armador central, a Seleção Brasileira era pouco criativa diante de um time que não tinha interesse de propor o jogo, como ocorreu no último amistoso, contra a Alemanha. Mesmo com a postura comedida, a Croácia passou bastante tempo com a bola nos primeiros minutos.

O Brasil só foi finalizar pela primeira vez aos 22 minutos, quando Philippe Coutinho arriscou um chute de fora da área e mandou a bola por cima do gol. Tentando se sentir em casa no estádio do Liverpool, seu ex-clube, o meia procurou se encarregar de fazer o jogo da Seleção fluir, com mais uma conclusão torta na sequência.

As jogadas violentas, porém, ainda causavam maior preocupação do que os ataques das duas equipes. Thiago Silva, por exemplo, recebeu uma entrada dura no joelho e ficou um tempo considerável caído no gramado. Depois, levantou-se, fazendo com que o concorrente Marquinhos voltasse a se sentar no banco de reservas.

Nos minutos finais da primeira etapa, quem se soltou foi Willian, tentando triangular com Danilo e Paulinho na ponta direita e concluir cruzado. Ainda era muito pouco, contudo, para uma equipe que chegará à Copa do Mundo da Rússia credenciada como uma das favoritas à conquista do troféu.

Neymar volta e decide
Tite tinha uma solução óbvia para dar mais mobilidade à Seleção Brasileira no segundo tempo. Recuperado da cirurgia para corrigir uma fratura no quinto metatarso do pé direito, Neymar foi acionado e enfim voltou a jogar. Substituiu Fernandinho, que não conseguia render como um articulador ofensivo.

Bastaram 10 minutos para perceber que o Brasil era outro com a mudança, apresentando um futebol bem mais vistoso. Nesse período, Willian, Coutinho e Marcelo fizeram a defesa da Croácia trabalhar, e o técnico Zlatko Dalic resolveu entrar em ação. Trocou Corluka por Caleta-Car e, depois, Modric por Kovacic.

As alterações croatas foram a senha para Tite começar a fazer testes e a preservar jogadores da formação brasileira. Marcelo e Gabriel Jesus saíram para as entradas de Filipe Luís e Roberto Firmino, atacante do Liverpool, clube anfitrião do amistoso deste final de semana. Mais tarde, Marquinhos substituiu Miranda.

Apesar de bastante mexido, o Brasil conseguiu inaugurar o marcador. Aos 23 minutos, Willian enfiou a bola para Coutinho, que acionou Neymar do lado esquerdo da área. Já sem insegurança por ter se reabilitado há pouco tempo de contusão, o astro clareou entre três defensores e concluiu com força, para o travessão e a rede.

O Brasil passou a jogar mais tranquilo depois de construir a vantagem, com mais espaço e bastante velocidade pelos lados do campo. Nos minutos finais, Tite aproveitou para fazer outras duas alterações. Fred e Taison, ambos do Shakhtar Donetsk, assumiram os postos de Coutinho e Willian, desentrosando o ataque nacional.

Mesmo com a sua equipe já sem tanta organização tática, tal qual ocorria com a Croácia, o Brasil ampliou. Aos 47 minutos do segundo tempo, Roberto Firmino recebeu lançamento de Casemiro dentro da área, matou no peito e encobriu o goleiro Subasic para completar a festa diante de muitos torcedores do Liverpool.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 2 X 0 CROÁCIA

Local: Estádio Anfield Road, em Liverpool (Inglaterra)
Data: 3 de junho de 2018, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Michael Oliver (Inglaterra)
Assistentes: Stuart Burt e Simon Bennett (ambos da Inglaterra)
Cartões amarelos: Fernandinho (Brasil); Kramaric, Perisic, Rakitic (Croácia)
Gols: BRASIL: Neymar, aos 23, e Roberto Firmino, aos 47 minutos do segundo tempo

BRASIL: Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda (Marquinhos) e Marcelo (Filipe Luís); Casemiro, Paulinho, Willian (Taison), Fernandinho (Neymar) e Philippe Coutinho (Fred); Gabriel Jesus (Roberto Firmino)
Técnico: Tite

CROÁCIA: Subasic; Vrsaljko (Jedvaj), Corluka (Caleta-Car), Lovren e Vida; Rakitic (Bradaric), Badelj (Brozovic), Rebic (Pjaca), Modric (Kovacic) e Perisic; Kramaric
Técnico: Zlatko Dalic




Presidente da Federação Francesa desconversa sobre Zidane na seleção (Foto: PIERRE-PHILIPPE MARCOU / AFP)

Quando Zidane revelou que não continuaria seu trabalho como treinador do Real Madrid, automaticamente o seu nome já começou a ser especulado no comando da seleção francesa. Até mesmo o próprio treinador atual dos bleus, Didier Deschamps mostrou ter sentido a sombra do atual tri-campeão europeu.

No entanto, até mesmo para valorizar o seu atual treinador às vésperas da Copa do Mundo, o presidente da Federação Francesa de Futebol, Noel Le Graet, fez questão de desconversar sobre Zizou no comando da seleção num futuro próximo.

“Não há nenhum debate. Zidane deixou o Real Madrid sem ter nenhum projeto. Didier tem contrato até 2020. Esse debate entre os dois não existe”, afirmou o mandatário, ao jornal L’Équipe.

Apesar de descartar o comandante neste momento, Le Graet fez questão de elogiar Zidane na função de treinador. “Ele tem o perfil de técnico de forma incontestável. É bem aceito pela opinião pública, os resultados confirmam. Mas temos o tempo dos contratos e o dos resultados. Ele não figura na nossa ordem do dia, não antes de 2020 ou 2022”, avaliou o mandatário.

Desde que anunciou que deixaria o comando do Real Madrid, Zinedine Zidane não confirmou qual será o seu futuro trabalho. No último sábado, foi noticiado a existência de uma proposta milionária para que o francês assumisse o comando da seleção do Catar e se tornasse o técnico mais bem pago do planeta.



<span data-original-name="Lothar Matthäus">Lothar Matthäus foi um dos personagens do evento de apresentação da taça </span>(Foto: Alexander NEMENOV / AFP)

O objeto mais cobiçado do planeta até o dia 15 de julho chegou a Moscou, capital da Rússia na manhã deste domingo. Em evento realizado na Praça Vermelha, no centro da cidade, o objeto foi apresentado ao público numa cerimônia que contou coma presença do prefeito, Sergey Sobyanin, e o ex-jogador campeão mundial de 1990, Lothar Matthäus.

O atleta alemão foi o responsável por retirar o véu que cobria o objeto. Após expor a taça, o atleta foi além e repetiu o gesto feito há 28 anos, quando a Alemanha derrotou a Argentina na decisão da Copa do Mundo da Itália. Passado o evento, o troféu deverá agora ser exposta em dois importantes pontos turísticos da capital, o Parque Gorki e a Praça Pushkin.

Dessa forma, o objeto retorna a capital russa após uma excursão que vem desde setembro e passou por 50 países. O Brasil não foi um dos países que recebeu a visita do objeto durante este percurso de 150 mil quilômetros.

Apesar de ter chego à capital neste domingo a taça já está em território russo desde a última sexta-feira, quando o objeto chegou acompanhada do brasileiro Gilberto Silva.

A Copa do Mundo da Rússia começa daqui a 11 dias, com o duelo entre os anfitriões e a Arábia Saudita. A taça da Copa do Mundo será entregue ao seu novo do no dia 15 de julho, após a decisão, que acontece justamente na capital russa.