Tite exalta primeiro tempo do Brasil e elogia Alex Telles e Militão após vitória: "Surpresa agradável"

São Paulo, SP

23/09/22 | 20:10 - 23/09/22 | 20:25

Na tarde desta sexta-feira, o Brasil enfrentou a Gana pelo penúltimo amistoso preparatório antes do início da Copa do Mundo, em Le Havre (FRA), e venceu por 3 a 0. Todos os gols brasileiros foram marcados no primeiro tempo. Na coletiva após o jogo, o técnico Tite exaltou a etapa inicial da Seleção e as mudanças propostas na equipe.

"Um grande primeiro tempo. Mas acontecem diferentes etapas dentro de um jogo. Vem o segundo tempo com Gana diferente, três zagueiros, dois alas, conseguiu no terço final neutralizar mais, em alguns momentos até mantendo a posse, mas a gente não deixava a finalização deles. Retomamos a partir dos 15 minutos com as substituições botando domínio, criando oportunidades, com solidez. Então, teve grande um primeiro tempo, com lateral mais base e um segundo meio-campista com maior liberdade. Passa a ser mais uma consolidação de um processo", disse.


Tite destaca atuações de Alex Telles e Militão

Dois dos pilares das novidades que Tites testou no time titular do Brasil foi a utilização de Éder Militão na lateral direita e a consequente função tática exercida por Alex Telles na lateral esquerda. O comandante elogiou a partida de ambos os jogadores.

"O Telles fez um grande jogo. Ele tem as percepções de que não pode jogar na amplitude, na última linha, porque o retorno dele será uma situação mais dificultosa. Então, nós damos uma função a ele que ele tem a condição de exercer. Essa última linha, quem pode exercer é o Lodi, com mais facilidade. Aí damos uma adaptada. O Militão, para mim, foi uma surpresa agradável, foi mais do que eu imaginava. Não imaginava que ele pudesse tanto, com tanta desenvoltura. Então, passa a ser uma opção sim, naquilo que é a solidez defensiva para deixar os jogadores com versatilidade e criatividade na frente mais livres", elogiou.

Elogios a Richarlison e suspense sobre forma de jogar

Outro a receber uma análise positiva do treinador foi o atacante Richarlison, autor de dois dos três gols da Seleção. Sobre o jogador do Tottenham, Tite destacou seu faro para marcar gols: "O Richarlison cheira a gol. Ele não quer saber, ele quer finalizar. Ele quer ir para o gol".

Apesar do belo funcionamento da novas escolhas e funções táticas do time titular do Brasil, Tite não garantiu preferência pela forma de jogar utilizada nesta sexta. O técnico também não antecipou se essa seria a formação para os confrontos inicias da Copa do Mundo.

"A utilização de uma ou outra forma, a gente vai estudar dependente do jogo. Pode variar. Ela está se consolidando cada vez mais com a passagem que essas duas formas são equilibradas. Lembra que vocês comentaram lá atrás de um time ofensivo? Mas foi um time equilibrado. A ideia nossa é: deixa um segundo mais ofensivo, mas tem um lateral base, para gerar isso", completou Tite.

O Brasil agora se prepara para o último desafio antes do Mundial do Catar. Na próxima terça-feira, a Seleção enfrenta a Tunísia, às 15h30 (de Brasília), em Paris (FRA). A estreina no torneio acontece no dia 24 de novembro, contra a Sérvia. Por fim, a convocação dos 26 jogadores que representarão o país na Copa ocorre no dia 7.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Deixe seu comentário