Richarlison não esconde empolgação com a Seleção e já promete dança

São Paulo, SP

03-09-2018 21:13:07

Richarlison fez na tarde dessa segunda-feira seu primeiro treino com a Seleção Brasileira. Aos 21 anos, o jogador admite a surpresa com sua ascensão meteórica no futebol, mas não quer saber de ficar apenas admirando o momento. O atacante do Everton, da Inglaterra, promete fazer de tudo para não deixar a oportunidade passar.

“Triste pelo Pedro, um grande amigo meu, mas quero agarrar essa chance. Não quero só vestir a camisa, quero buscar a titularidade”, avisou, em sua entrevista coletiva nos Estados Unidos, sem deixar de lembrar que o corte do centroavante do Fluminense proporcionou sua convocação.

''Pedro é um grande irmão. Quando chegou a convocação para ele, eu liguei na hora e parabenizei. Estava vendo o jogo quando ele se machucou. Meu coração doeu quando saiu a notícia da lesão no joelho, porque ele é um cara batalhador. Tenho certeza que em breve ele vai estar aqui com a gente”, contou Richarlison, ex-jogador do Tricolor Carioca.


Em início de temporada pelo Everton, seu novo clube, Richarlison soma incríveis três gols em três jogos. Sua contratação foi motivada pela ótima temporada de estreia na Premier League, quando fez 41 jogos pelo Watford. No Brasil, América-MG e Fluminense foram suas casas. Tudo isso em menos de quatro anos de carreira profissional.

''Para mim as coisas acontecem muito rápido. Há três anos e meio estava no América-MG e agora estou na Inglaterra. Nem eu esperava tudo tão rápido. Só tenho a agradecer por esse momento, por estar na Seleção. Quero honrar o Espírito Santo, Nova Venezia, todo mundo torcendo muito'', comentou, ao lado de Andreas Pereira. Junto a Lucas Paquetá, Hugo, Dedé, Felipe, Fabinho e Everton, a dupla é novidade no grupo de Tite.

Veja Também:
Com 20 dos 23 convocados, Seleção treina pela 1ª vez após a Copa

“É maravilhoso ser uma cara nova. Vestir essa camisa é uma honra. Pressão sempre vai ter. Vestir essa camisa é muita responsabilidade. É fazer o que eu sei. Sou quieto, não apareço muito para as câmeras. Só quero jogar futebol'', avisou.

O histórico de Richarlison mostra que ele é um jogador de fácil adaptação e sem muitas exigências a fazer.

“Cheguei na Inglaterra jogando de titular, fazendo gols, tudo me ajudou na adaptação. Gomes arrumou tudo: casa, carro... O técnico me ajudou muito também'', revelou. Por isso, o treinador canarinho não precisa se preocupar muito em que posição testará seu empolgado atacante.

“Jogo do jeito que o professor pedir aqui. Se ele pedir para fazer a parede, vou fazer, se pedir para ir ao fundo, vou fazer. Agora chegou o momento de mostrar trabalho. O professor vai me explicar o que eu tenho de fazer dentro de campo, espero fazer meu melhor”.

E seja como for, se marcar gol, a comemoração já está garantida. Como não podia deixar de ser, a dança do pombo, uma brincadeira que virou marca registrada de Richarlison, pode acontecer com a camisa amarela. Aliás, até antes, no trote que deverá ser promovido ainda na noite dessa segunda.

“Já prometi. O pessoal aí, está todo mundo pedindo. Se eu fizer gol vai ter dança do pombo. A galera está falando para eu fazer hoje à noite, já que vou ter de subir na cadeira”, brincou.

 

Deixe seu comentário