Gazeta Esportiva

Pelé é novamente internado em São Paulo e passa por bateria de exames; veja detalhes

São Paulo, SP

30/11/22 | 14:47

O ex-jogador e ídolo nacional Pelé foi internado de novo no hospital Albert Einstein, em São Paulo, na última terça-feira. O eterno camisa 10 da Seleção Brasileira apresenta um quadro de inchaço por todo o corpo, conforme apurou a ESPN, e passa por uma bateria de exames nesta quarta.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O corpo médico que cuida de Pelé confirmou um quadro de anasarca (inchaço generalizado), uma síndrome edemigêmica (edema generalizado) e também identificou uma "insuficiência cardíaca descompensada".

Além disso, foi relatado pela equipe médica que a quimioterapia realizada ao longo dos últimos meses deixou de apresentar respostas para os tumores que se localizam em diversos órgãos do maior ídolo da história do Santos.

Pelé possui 82 anos e está passando por uma bateria de exames ao longo desta quarta-feira para saber melhor os problemas detectados e como estão os órgãos comprometidos pelo câncer metastático.


Ao chegar ao hospital, ainda segundo a ESPN, Pelé se mostrou muito inquieto, diagnosticado com uma confusão mental. Os exames realizados nesta quarta avaliarão a chance de Pelé possuir uma encefalopatia hepática.

A filha de Pelé, Kelly Nascimento, tranquilizou seus seguidores no Instagram e falou mais sobre a situação clínica do Rei.

"A mídia está surtando novamente e quero vir abafar um pouquinho. Meu pai está internado, regulando medicamento. Eu não estou pulando num voo para correr para lá. Não tem surpresa nem emergência. Agradecemos muito por todo carinho e amor de vocês", comentou Kelly, que constantemente atualiza a situação médica do pai nas redes sociais.

Boletim Médico

Procurado pela reportagem da Gazeta Esportiva na manhã desta quarta-feira, a assessoria de imprensa do Einstein divulgou o boletim médico de Pelé.

De acordo com o documento, a internação foi decorrente de uma "reavaliação do tratamento quimioterápico" e o Rei já possui condições estáveis.

"Após avaliação médica, o paciente foi levado a um quarto comum, sem necessidade de internação em uma unidade semi-intensiva ou UTI. O ex-jogador está com pleno controle das funções vitais e condição clínica estável", informa o boletim.

Deixe seu comentário