Futebol/Bastidores

Paquetá destaca ajuda do Milan na adaptação e projeta Olimpíada

São Paulo , SP
22/03/2019 08:00:06

Em: Bastidores, Brasil, Milan, Notícias
Paquetá jogará os amistosos diante de Panamá e República Tcheca com a 10 (Foto: Pedro Martins / MowaPress)

Se alguns jogadores sofrem para se adaptar ao futebol europeu, Lucas Paquetá vive situação contrária. Em pouco mais de três meses de Milan, o brasileiro de 21 anos já atuou em 13 partidas, com um gol e duas assistências, números que renderam elogios de Gennaro Gattuso, treinador da equipe. Para isso, porém, o ex-flamenguista contou com o auxílio do time italiano.

“O Milan me deu total apoio e me preparou para esse momento. Sou grato a eles, porque realmente é uma pegada muito forte. Teve mudança de estilo de campeonato, uma mudança tática, e me prepararam muito bem. Quero sempre estar jogando, chego aqui 100%, pronto para ajudar. Quando eu voltar descanso e, tendo jogo, é ir para dentro”, disse em entrevista coletiva.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Quando perguntado sobre a posição em que prefere atuar, Paquetá se mostrou consciente das tarefas táticas de um jogador que da primeira divisão italiana e comparou o estilo tático em que atua por Milan e Seleção Brasileira.

“Os gestos táticos da Seleção e do Milan são um pouco parecidos. No Milan, jogo pela meia esquerda, a posição que eu gosto. É um campeonato diferente, mais tático, tenho que cumprir a função. E aqui também há grandes jogadores, o Tite me dá liberdade para pisar mais na área, ficar mais solto. É a posição que prefiro jogar, no meio pela esquerda”, analisou.

Com 21 anos e chamado para representar a equipe principal do Brasil, o camisa 10 da amarelinha tem tudo para ser um dos grandes nomes do país nas Olimpíadas de 2020, em Tóquio, mas preferiu ter os pés no chão e almejar o que está mais próximo.

“Todo mundo sonha jogar uma Olimpíada, conquistar uma medalha, é algo que marca e fica para a história. Mas eu costumo ter objetivos curtos, me motiva mais. A ambição está lá na frente, mas quero atingir objetivos curtos. Estar aqui, ir bem nos amistosos, conquistar espaço, depois pensar na Copa América e assim por diante”, declarou.