Há 49 anos, Pelé se despedia da Seleção Brasileira

São Paulo, SP

18-07-2020 06:00:53

O dia 18 de julho de 1971 pode ser considerado de luto para o futebol brasileiro. A data marcou a despedida oficial do Rei Pelé com a camisa da Seleção Brasileira, em um amistoso contra a Iugoslávia, com a presença de cerca de 140 mil torcedores do estádio do Maracanã.

A partida terminou empatada por 2 a 2 - Gerson e Rivellino marcaram os gols brasileiros. Pelé atuou apenas no primeiro tempo e cedeu lugar a Claudiomiro. Emocionados, os torcedores fizeram a última tentativa para convencer o Rei com os gritos: "Fica Pelé".

O atleta do século continuou, entretanto, jogando futebol pelo Santos (até 1974) e no Cosmos, dos Estados Unidos (até 1977). Pela Seleção, foi tricampeão mundial, em 1958, 1962 e 1970.

Dirigido por Zagallo, o Brasil atuou neste amistoso contra a Iugoslávia com: Félix: Zé Maria (Eurico), Brito, Piazza e Everaldo (Marco Antônio); Clodoaldo, Gérson e Zequinha; Vaguinho, Pelé (Claudiomiro), Rivellino.

' href='https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2015/10/22/1969-Pelé-na-novela-1024x415.jpg' data-thumb='https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2015/10/22/1969-Pelé-na-novela-1024x415.jpg'>' href='https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2020/10/23/000_8TK4WB.jpg' data-thumb='https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2020/10/23/000_8TK4WB.jpg'>

Deixe seu comentário