COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA
Última atividade em que Renato Augusto participou aconteceu na quarta-feira (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Renato Augusto está fora do amistoso contra a Croácia, no próximo domingo, em Anfield. O volante sentiu dores no joelho esquerdo e foi poupado dos treinamentos da última quinta e desta sexta-feira, quando foi reavaliado pelo departamento médico e acabou cortado da viagem de trem rumo a Liverpool.

O jogador do Beijing Guoan permanecerá em Londres, no CT do Tottenham, realizando um trabalho à parte com o fisioterapeuta Bruno Mazziotti, que o conhece bem, já que quando Renato Augusto se despediu do Timão, levou o profissional que também trabalhava no Corinthians junto com ele para a China.

Douglas Costa, por sua vez, está cada vez mais próximo de ser liberado pelo departamento médico após lesão no músculo posterior da coxa. O atacante viajará com o restante do grupo a Liverpool para participar dos últimos trabalhos comandados por Tite antes de pegar a Croácia, porém, não participará do amistoso.

Diferentemente de Douglas Costa, Fagner está liberado para ser testado pelo treinador da Seleção na lateral-direita. O jogador do Corinthians está completamente recuperado da lesão de grau 2 que sofreu na coxa e fica como opção para o lugar de Danilo, que será o titular e sair na frente na disputa pelo setor.

A Seleção Brasileira realiza nesta sexta-feira o último treinamento no CT do Tottenham antes de viajar para Liverpool. Por lá, o time do Brasil ainda fará mais um trabalho para no domingo entrar em campo contra Modric, Rakitic e companhia em Anfield Road.



Guerrero participou do treino desta manhã com a seleção do Peru (Foto: Reprodução)

Menos de 24 horas depois de ser liberado para atuar pela Copa do Mundo o atacante Paolo Guerrero já esteve em campo para o seu primeiro treinamento ao lado dos companheiros para a disputa do mundial. A equipe comandada por Ricardo Gareca atualmente está alojada no centro de treinamento do Schruns FC, time da Áustria.

A seleção peruana já havia divulgado os seus 23 atletas que representariam o país na competição na semana passada, sem a presença de Guerrero. No entanto, o zagueiro Luis Abram Ugarelli foi cortado na última quarta-feira, sem nenhuma justificativa. Dessa forma o atacante deve assumir a vaga do defensor na lista final que será entregue à Fifa na próxima segunda-feira.

Guerrero foi punido pelo Tribunal Arbitral do Esporte no início do mês passado por 14 meses de suspensão. Destes o atacante já cumpriu seis meses anteriormente ao julgamento de maio. Com o efeito suspensivo conseguido através de uma apelação ao Tribunal Federal Suíço o atacante poderá disputar a Copa do Mundo e cumprir a pena depois da competição.

Antes do início do mundial, a seleção peruana ainda fará dois amistosos preparatórios para o torneio. O primeiro deles acontece neste domingo, diante da Arábia Saudita. No dia 9, a equipe enfrenta o Suécia. A seleção do Peru está no grupo C, ao lado da França, Dinamarca e Austrália.



Restando pouco menos de duas semanas para o início da Copa do Mundo, a seleção australiana foi a campo num amistoso contra a República Tcheca na NV Arena, na Áustria, e acabou vencendo o duelo pelo placar de 4 a 0.

Apesar da vitória bastante elástica, a partida não foi tão fácil quando o placar sugere. Com graves problemas defensivos, os australianos só não saíram atrás no marcador porque os tchecos foram pouco felizes no momento das finalizações.

Num contra-ataque despretensioso no, os cangurus amarelos abriram o placar com Leckie aproveitando a bola de Kruse que atravessou a área aos 32 minutos do primeiro tempo.

Nabbout comemora o segundo gol da goleada australiana sobre os tchecos (Foto: Reprodução)

Com o placar aberto na primeira etapa, a Austrália pode focar as suas forças no segundo tempo na sua melhor arma: o contra-golpe. Aos nove minutos, a rápida troca de passes no meio faz a bola chegar a Nabbout, que finalizou rasteiro e ampliou a vantagem.

Num lance parecido com o anterior, Leckie recebeu nova bola na ponta direita, limpou a marcação e finalizou novamente rasteiro para anotar o terceiro dos australianos. Ainda deu tempo para a equipe amarela realizar uma nova jogada pelo lado direito do ataque, onde Degenek tentou realizar o cruzamento e a bola acabou batendo na defesa e enganando o goleiro, fechando o placar em goleada.

A seleção australiana está no Grupo C da Copa do Mundo, ao lado de França, Peru e Dinamarca. Ainda antes do mundial, a equipe comandada por Bert van Marwijk  fará um amistoso contra a Hungria.

Coreia do Sul perde para Bósnia

Em outro amistoso dessa manhã envolvendo ao menos uma equipe que disputará a Copa do Mundo, a Coreia do Sul acabou sendo derrotada para a Bósnia pelo placar de 3 a 1. Com um belíssima atuação de Edin Visca, autor dos três gols bósnios da partida, a Coreia não conseguiu segurar o ímpeto dos europeus, e chegou as redes apenas uma vez com um gol de Jae-Sung Lee.

A equipe asiática está no Grupo F da competição, ao lado da atual campeã Alemanha, México e Suécia. O time ainda terá dois amistosos antes da estreia no mundial, contra a Bolívia no próximo dia 7 de junho e contra Senegal no dia 11.



Neymar vem sendo tratado com todo o cuidado pela comissão técnica e departamento médico da Seleção Brasileira durante a preparação do time canarinho para a Copa do Mundo. Após fraturar o quinto metatarso do pé direito, o craque do Paris Saint-Germain ficou três meses fora dos gramados e ainda busca uma maior confiança para voltar a desempenhar o futebol que todos se acostumaram a ver. Para seus companheiros, no entanto, o rendimento do camisa 10 nos treinos já vem sendo bastante satisfatório.

“Essa lesão, particularmente, é uma lesão bem chata, já tive ela quando era mais novo. Depois de algum tempo, ainda dói, osso é meio complicado. Pelos movimentos que ele tem feito nos treinamentos, tenho visto que ele está muito bem. Ele está retomando a confiança, é abusado, vai para cima, não tem medo. Esse é o primeiro passo para que ele retome a confiança 100%. A gente torce para que ele esteja completamente recuperado até a estreia da Copa do Mundo e sem dúvida nenhuma é um jogador que fará muita diferença para nós”, afirmou Fernandinho.

Inicialmente, havia a possibilidade de Neymar retornar às atividades antes de se juntar à Seleção Brasileira. O Paris Saint-Germain tinha uma pequena esperança de contar com o jogador nos últimos compromissos da temporada, no entanto, a evolução do camisa 10 não foi tão rápida assim, fazendo com que ele pudesse voltar a aparecer nos gramados somente a partir do primeiro dia de preparação da Seleção Brasileira para o Mundial da Rússia.

Thiago Silva, um dos líderes do time canarinho e companheiro de Neymar no PSG, foi outro jogador que comentou sobre o estado físico e psicológico do atacante. O zagueiro, inclusive, revelou que vem discutindo a questão com a estrela brasileira e procurando passar sua experiência para o principal nome da Seleção.

“Eu converso com ele, é mais que natural. Estamos no dia a dia junto. É verdade que ele ficou muito tempo no Brasil após a cirurgia, mas acho que ele está com a cabeça tranquila, está fazendo bons treinamentos. É claro que ele ainda não vai estar no nível do grupo por ter ficado três meses parado, mas o Neymar é um cara inteligente, que sabe o que quer. O que eu procuro passar para ele é que sempre quando você passa por momentos difíceis na sua vida, na sequência é que vem as coisas boas”, pontuou o zagueiro.



Confira a numeração que será utilizada pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo (Fotos: Reprodução)

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou na manhã desta sexta-feira a numeração oficial que será utilizada pelos jogadores brasileiros na Copa do Mundo e nos dois amistosos preparatórios para o mundial, contra as seleções da Croácia e da Áustria. A principal novidade ficou por conta de Thiago Silva, que assumiu a camisa de número 2, que vinha sendo utilizada pelo lateral Daniel Alves na seleção, mesmo número que utiliza no PSG.

A tradicional camisa 10 segue sendo estampada por Neymar, assim como aconteceu na edição de 2014. A camisa 9 fica com Gabirel Jesus, enquanto Philippe Coutinho jogará o mundial com o número 11.

Apesar da numeração divulgada, é difícil afirmar que isso contribui em alguma maneira na tentativa de desvendar a escalação titular de Tite. Isso porque algumas peças consideradas titulares preferiram repetir a numeração que utilizam em seus clubes, como é o caso de Marcelo, que usará a camisa 12.

A estreia da Seleção Brasileira com esta nova numeração acontece neste domingo, quando os comandados de TIte irão a campo para o amistosos contra a Croácia no estádio de Anfield, do Liverpool.



Principal nome da Costa Rica para a Copa do Mundo da Rússia, Keylor Navas será adversário do Brasil logo na primeira fase do torneio. Pelo Grupo E, que também conta com Suíça e Sérvia, as seleções se enfrentam na segunda rodada, no dia 22 de junho (sexta-feira), em partida que colocará o goleiro frente e frente com velhos conhecidos: Casemiro e Marcelo, ambos companheiros de Real Madrid. O lateral esquerdo, inclusive, é considerado por ele como uma de suas principais amizades no Santiago Bernabéu.

“O Marcelo, além de ser um grande jogador, vemos o jeito de ser dele, sempre alegre, muito carismático. Desde que cheguei em Madri ele me recebeu com braços abertos, sempre apoia, o tenho sempre no meu lado esquerdo do peito, dentro e fora de campo, em todos os momentos difíceis e nos momentos que desfrutamos que as coisas saíram bem”, apontou. “Durante os jogos é um cara que, independentemente, do tipo de partida, se é um jogo tenso, se é uma disputa de título, está sempre alegre, sempre brincando. É alguém que sou muito agradecido de ter por perto como amigo”, completou.

Navas é o principal nome da Costa Rica para a Copa da Rússia (Foto: Ezequiel BECERRA/AFP)

A respeito do confronto, Navas garante que será uma disputa sadia, mesmo com o contexto de Copa do Mundo.

“No futebol, somos todos profissionais. Estamos ali para defender nossas camisas e nunca vamos desejar o mal para nenhum adversário, nem sobre lesão ou nenhum sentido. Mas vamos lutar, ele (Marcelo) quer que o Brasil ganhe, eu quero que a Costa Rica ganhe e independentemente do que aconteça eu espero que tenhamos muito mais anos de amizade”, afirmou o arqueiro.

Falando em Real Madrid, o goleiro não conseguiu fugir das perguntas a respeito do assunto que movimentou o noticiário merengue nesta quinta-feira: a saída do técnico Zinédine Zidane do comando da equipe. Para além do trabalho realizado nas últimas três temporadas, o costarriquenho fez questão de manifestar seu afeto e consideração pelo francês.

“Ele sempre foi uma pessoa muito transparente, um treinador que, independentemente do que um jogador tem que falar para a imprensa, ele nunca falaria mentiras, ou diria uma coisa e depois fizesse outra nos bastidores. É uma pessoa que não à toa se vê que todos os torcedores do Real Madrid e os jogadores gostam e têm um carinho enorme. Não tenho dúvidas de que como jogador foi um dos melhores, se não o melhor, e como treinador também. Nós tivemos o prazer de conhecê-lo e ele marcou nossas vidas com seu jeito de ser”, ressaltou.

A Costa Rica ainda fará mais dois testes antes de entrar em campo pela Copa do Mundo da Rússia. Navas e companhia enfrentarão a Irlanda do Norte neste domingo, em San José, na Costa Rica, e depois vão a Bruxelas para medirem forças com a Bélgica, no dia 11 de junho. A estreia na Copa é no dia 17, contra a Bélgica.



Horas depois do anúncio feito pelo Tribunal Federal da Suíça (TFS), de que havia conseguido o efeito suspensivo superprovisório para a Copa do Mundo, Paolo Guerrero já se juntou à seleção peruana na Áustria, onde o grupo realiza parte do período preparatório. Sua chegada, inclusive, foi comunicada pela Federação Peruana de Futebol por meio de uma de suas redes sociais.

 

Na sequência, o atacante vestiu o uniforme de concentração e posou para fotos com companheiros de time, com o técnico Ricardo Gareca e com o presidente da FPF. O camisa nove não foi incluído na lista dos 24 nomes pré-convocados ao Mundial. Porém, provavelmente faz parte da lista de 35 atletas e com certeza ganhará uma vaga entre os 23 que estarão em campo na Rússia. A relação final deve ser enviada para a Fifa até a próxima segunda-feira.

 

O Peru ainda passará por mais dois testes antes da tão esperada estreia na Copa do Mundo, torneio que a seleção não disputa há 36 anos. O primeiro amistoso é contra a Arábia Saudita, neste domingo, em St. Gallen, na Suíça. Depois, o adversário será a Suécia, no dia nove de junho, em Gotemburgo.

Na Copa, os comandados de Gareca se encontram no Grupo C, ao lado de França, Austrália e Dinamarca. A estreia será no dia 16 de junho (sábado), contra os dinamarqueses.

 



Para Xavi Hernández, Messi é “único” (Foto: MARCELO MANERA/AFP)

Ex-Barcelona e companheiro de Lionel Messi no campo, o espanhol Xavi Hernández acredita que o argentino é o melhor jogador de futebol da história. Não à toa, ele também destacou, em entrevista ao diário “La Nación”, que acredita que Messi segurará a taça da Copa do Mundo neste ano. Hernández não poupou elogios ao craque, o comparou com Maradona e Pelé e também destacou chances do Brasil no Mundial.

Atualmente jogando no Al Sadd, do Catar, Xavi acredita no bom futebol de Messi. Para ele, o número 10 não precisa faturar um título mundial para ser o melhor do planeta. “Esse cara faz tudo certo. Se você o colocar de central, ele será o melhor zagueiro central do mundo. Se ele quer tirar a bola de você, ele a rouba de você. Se ele quer te driblar, ele te dribla. Se você quiser um passe, ele te dá a melhor assistência do mundo”, ressaltou o jogador que mais representou Barça na história, com 767 jogos.

“Ele é como Maradona em seu tempo, como Pelé em seu tempo. No presente ele já é o melhor jogador de futebol da história. É um exemplo de como jogar, é escandaloso”, continuou. “O título mundial não faz falta para ele, ele é o melhor do mundo. Nunca vi ninguém igual a ele”.

Para Xavi, a Copa do Mundo será decidida pela tática, em partidas com jogadores e seleções “brutais”.Segundo ele, os grandes favoritos são Argentina, Brasil, Alemanha e, depois, Espanha. “Se houver surpresas, pode ser a Bélgica, Inglaterra, França, embora elas não sejam mais surpreendentes porque têm jogadores impressionantes”, concluiu.



Deschamps deve deixar o cargo após a Copa do Mundo (Foto: FRANCK FIFE/AFP)

Se tem alguém que pode começar a arrumar as malas após o anúncio de Zinédine Zidane nesta quinta-feira, este alguém é Didier Deschamps, técnico da França. Com a decisão de deixar o comando do Real Madrid, Zizou é cotadíssimo a assumir a Les Bleus após a Copa do Mundo. Diante da possibilidade de deixar o cargo após o torneio, o atual treinador da seleção comentou a respeito do assunto em coletiva de imprensa, admitindo que o ex-camisa 10, cedo ou tarde, acabará assumindo o posto.

“Ele tem essa liberdade para sair no topo, enquanto alguns são forçados. Eu não sei de tudo, mas posso entender sua decisão. Temos um respeito mútuo com Zizou, posso imaginar o que o levou a tomar essa decisão. De qualquer forma, ele sempre sai pela porta da frente. Sempre foi o caso e não vejo por que isso mudaria. Como treinador, ele tem uma carreira extraordinária, como quando era jogador”, apontou o Deschamps, que encara com naturalidade a possível chegada de Zidane.

Após três temporadas, Zidane optou por deixar o comando do Real (Foto: PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP)

“Eu não tenho as chaves da equipe da França, isso cabe ao presidente. Além do que, não sei o que Zidane decidiu. Por enquanto, acho que ele quer aproveitar o tempo para descansar e estar com a família. Depois, como eu disse antes, ele será treinador de uma só vez. Quando, eu não posso dizer, mas faz sentido para mim. Isso vai acontecer quando acontecer”, completou.

Ídolo francês, Zizou deixou o Real Madrid após três temporadas no comando da equipe. Foram três títulos seguidos de Liga dos Campeões com ele, que ainda conquistou um Campeonato Espanhol, uma Supercopa da Espanha, uma Supercopa da Uefa e dois Mundiais de Clubes da Fifa. Ele já manifestou o interesse em se tornar técnico da Les Bleus, o que deve ocorrer independentemente da campanha de Deschamps na Rússia.

Zidane foi protagonista do título francês na Copa de 1998 (Foto: Patrick HERTZOG/AFP)

A França segue em preparação para a Copa do Mundo e, nesta sexta-feira, mede forças com a Itália em amistoso disputado no Alliaz Riviera, em Nice, a partir das 16h (no horário de Brasília). No Mundial, os franceses estão no Grupo C, com Austrália, Peru e Dinamarca.

 

 



Amrabat para no goleiro ucraniano Andriy Pyatov durante amistoso na Suíça (Foto: Fabrice Coffrini/AFP)

Senegal e Marrocos, representantes do continente africano na Copa do Mundo da Rússia, empataram seus amistosos preparativos na tarde dessa quinta-feira pelo mesmo placar: 0 a 0. Enquanto os senegalenses enfrentaram Luxemburgo na casa do adversário, os marroquinos jogaram em Genebra, na Suíça, como mandante, diante da Ucrânia.

Nos dois jogos, os técnicos aproveitaram para realizar testes. Senegal, por exemplo, executou seis substituições durante o jogo. Já Marrocos fez cinco trocas ao todo.

As duas seleções ainda têm mais dois amistosos agendados antes da estreia na Copa do Mundo. Os marroquinos vão enfrentar Eslováquia e Estônia, dias 4 e 9 de junho, respectivamente. Nos dias 8 e 11, os senegalenses desafiarão Croácia e Coreia do Sul.

Marrocos está no grupo B do Mundial, ao lado de Espanha, Portugal e Irã. A missão de Senegal tem tudo para ser um pouco mais fácil no grupo H, com Colômbia, Japão e Polônia. Tunísia, Nigéria, e *Egito também presentarão a África na Rússia.

Também nessa quinta, a Eslováquia de Hamsik ficou no 1 a 1 com a Holanda. Nemec abriu o placar para os donos da casa e Promes empatou para holandeses. Nenhuma das duas seleções conseguiu vaga para a Copa do Mundo de 2018.

*A República Árabe do Egito é um país localizado ao norte do continente africano, em uma parte que compreende a península do Sinai, que parte da Ásia.