Futebol/Bastidores

Arthur defende Neymar da acusação de estupro e diz que modelo queria fama

São Paulo , SP
07/06/2019 18:35:56

Em: Bastidores, Brasil, Notícias, Paris Saint Germain
Arthur defendeu o amigo Neymar (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Principal nome da Seleção Brasileira, Neymar sofreu uma ruptura ligamentar no tornozelo direito e acabou sendo cortado do grupo que disputará a Copa América. Em meio ao momento complicado dentro de campo, o jogador ainda está sendo acusado de estupro pela modelo Najila Trindade Mendes. Mesmo fora do elenco brasileiro, o atleta do Paris Saint-Germain segue como assunto e foi defendido pelo volante Arthur em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

“No intervalo do jogo, ele estava fazendo exames e disse que ia para o hospital. Voltamos, chegamos no hotel e já tinha os resultados. Como sou próximo dele, conversei e ele disse que seria cortado. Logo depois veio o anúncio. O Edu (Gaspar) pediu a palavra no jantar. Foi um baque grande não só para ele como para todos”, disse, relatando como o grupo ficou sabendo do corte.

“Sabemos que mentira tem perna curta, que o bem sempre vence o mal e não foi diferente dessa vez. Sei que foi uma coisa chata de falar. No meu ponto de vista, quanto mais falar é pior. Era isso que ela queria. Mídia, badalação… E ela conseguiu. Sabemos que as notícias polêmicas tâm mais audiência. O quanto menos importância para isso, melhor para todos”, completou.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Quando perguntado sobre o estado emocional de Neymar após a acusação, Arthur disse que ele ficou bastante abalado, mas ponderou novamente que os fatos vão ser esclarecidos.

”É algo difícil de lidar. Ele ficou muito chateado, uma acusação dessa não tem cabimento. Importante que todos estão juntos com ele, que os fatos estão sendo esclarecidos. Quando mais a gente falar, melhor para quem acusou. Ela queria audiência, dar entrevistas, ganhar seguidores. Vamos acabar com esse assunto”, finalizou.

Dentro de campo, a Seleção Brasileira tem amistoso contra Hondura neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Beira-Rio. A estreia na Copa América acontece na próxima sexta-feira, ás 21h30, no Morumbi, diante da Bolívia.