Futebol/Campeonato Carioca

Jefferson alega que não abandonaria Botafogo e confia em seguir na Seleção

GazetaEsportiva.net - Rio de Janeiro , RJ -
18/01/2015 15:37:00

Em: Botafogo, Campeonato Carioca, Campeonatos Estaduais, Futebol

O goleiro Jefferson confirmou sua permanência no Botafogo justamente em um dos momentos mais difíceis da história do clube. O jogador da Seleção Brasileira explicou que não gostaria de deixar a agremiação sem ajudar na disputa da Série B e demonstra não temer perder espaço nas convocações de Dunga.

“Não poderia abandonar e virar as costas ao Botafogo. No momento em que mais precisei, o Botafogo estendeu a mão para mim. Foi com este time que cheguei à Seleção Brasileira e tenho certeza de que vai ser aqui que vou permanecer (nas convocações)”, afirmou o goleiro, em entrevista à TV Globo.

Em função da grave crise financeira da equipe do Rio de Janeiro, Jefferson viveu uma indefinição em relação ao seu futuro, mas acabou renovando o contrato até 2017. Agora, quer continuar jogando bem no Botafogo para não correr o risco de perder espaço na Seleção.

Jefferson renovou contrato com o Botafogo até 2017 e espera seguir com chance na Seleção
Jefferson renovou contrato com o Botafogo até 2017 e espera seguir com chance na Seleção – Credito: Satiro Sodré/AGIF
“Confesso que passou muita coisa pela cabeça, com as pessoas falando para eu pensar muito bem. O sonho de qualquer jogador é estar na Seleção Brasileira e espero que não prejudique, porque, pelo rendimento que estou mostrando ao Dunga, tenho condições de ser titular. Acho que não vai prejudicar”, acrescentou o goleiro, que ainda não falou com o técnico do Brasil sobre sua renovação no Botafogo.

O goleiro ainda confirmou que, para renovar o vínculo, lembrou-se do exemplo de Marcos, que disputou a Série B pelo Palmeiras mesmo depois de ter sido campeão mundial pelo Brasil e de ter recebido proposta do Arsenal, da Inglaterra.

“Sem dúvida que o Marcos, do Palmeiras, vem logo à cabeça. É um cara que dentro de campo dispensa comentários, é carismático, e conseguiu encerrar a carreira sendo querido e reconhecido por todas as torcidas”, acrescentou.

O botafoguense também tinha ofertas para deixar o time do Rio de Janeiro. “Tive proposta oficial do Santos. Recebi bastante sondagem também, mas nada de concreto, até porque todos os clubes que sondavam queriam que eu acionasse o Botafogo na justiça e saísse livre. E isso era uma coisa que praticamente não passava por minha cabeça”, comentou.