Jair Ventura minimiza novo tropeço do Botafogo e alega falta de ritmo

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

28-01-2017 21:27:23

Após novo tropeço no Campeonato Carioca, o técnico Jair Ventura voltou a usar a falta de ritmo como justificativa para o desempenho do Botafogo. Apesar ter escalado um time diferente ao que perdeu para o Madureira, desta vez recheado de jovens, o treinador alvinegro disse que a equipe sentiu o desgaste físico, principalmente durante o segundo tempo, quando o Nova Iguaçu assumiu o controle do jogo.

Na entrevista coletiva, Jair afirmou que a torcida teve razão ao vaiar a exibição da equipe, mas disse que todos devem estar conscientes de que o objetivo principal do Botafogo na temporada é garantir a vaga para a fase de grupos da Libertadores.

Nesta quarta-feira, o Alvinegro de General Severiano vai começar a decidir a vaga na terceira fase da Libertadores com o Colo Colo, do Chile. "Quarta-feira vai ser guerra. Temos que estar bem preparados", declarou.

O treinador defendeu o planejamento, que incluía usar um time misto nesta rodada do estadual, e disse que agora tudo tem que ser direcionado para o mata-mata contra o Colo-Colo.

Jair Ventura garantiu que aproveitou os dois jogos do Campeonato Carioca para observar quase todos os jogadores do elenco e fazer uma avaliação precisa dos pontos fortes e fracos do grupo. Nesta segunda-feira, ele vai entregar uma lista de 25 jogadores que serão inscritos na pré-Libertadores.

"Fizemos o que era programado, consegui ver todos os jogadores. E com o jogo consegui ver as coisas de maneira mais clara e evidente", afirmou.

Para Ventura, o Botafogo está seguindo o planejamento que foi definido após a classificação para a pré-Libertadores. Ele disse que a equipe mostrou dificuldades na parte física nos dois jogos que disputou, mas acredita na evolução.

"Claro que nossa intenção era ganhar, mas mudamos o time todo para dar oportunidade para todos os jogadores. Pagamos o peso da questão física, como já tinha acontecido no primeiro jogo", completou.

Deixe seu comentário