Copa Sulamericana

Nilton Santos | 29/5/2019 - 19:15

Futebol

Botafogo goleia o Sol de América e garante vaga na Sul-Americana

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
29/05/2019 21:16:44

Em: Botafogo, Escolha do editor, Futebol

O Botafogo garantiu a classificação para a terceira fase da Copa Sul-Americana ao golear o Sol de América, do Paraguai, por 4 a 0 , em partida disputada na noite desta quarta-feira, no estádio Nilton Santos. No jogo de ida, em Assunção, o time carioca havia vencido por 1 a 0. Com a vaga assegurada, o Alvinegro de General Severiano vai enfrentar o Atlético MG na próxima fase da competição. Os gols foram marcados por Cícero e Luiz Fernando no primeiro tempo e Gustavo Bochecha e Diego Souza na etapa final.

O time dirigido por Eduardo Barroca não encontrou muita dificuldade para conseguir o resultado. Desde os primeiros minutos, a equipe botafoguense se mostrou bem armada, não deixou o adversário se organizar ofensivamente e foi eficiente nas finalizações, construindo o esultado que interessava.. Só depois de marcar o quarto gol é que a equipe da casa reduziu o ritmo e permitiu que o Sol de América tentasse partir para o ataque, mas as limitações técnicas impediram que a equipe paraguaia obtivesse êxito em suas tentativas.

O JOGO

O Botafogo começou a partida com dificuldades para manter a posse de bola por causa dos erros de passee da boa marcação do time adversárioi.. Mesmo sem estar jogando bem, o Alvinegro marcou o primeiro gol aos sete minutos. Após cobrança de escanteio efetuada por João Paulo, Cícero subiu e cabeceou para as redes paraguaias.
Depois de sair na frente, a equipe carioca passou a controlar as ações e, aos dez minutos, novamente Cícero ganhou na cabeçada, mas mandou a bola para fora.

O Sol de América não conseguia armar jogadas ofensivas e apenas se limitava a tentar evitar que o Botafogo entrasse na sua área.
Aos 19 minutos, quase que o Botafogo ampliou a vantagem. Após boa troca de passes, Diego Souza fez o corta-luz e Gilson mandou a bomba, mas o goleiro Escobrar fez grande defesa, espalmando para escanteio.
A equipe dirigida por Eduardo Barroca seguia controlando as ações e só se assustou aos 23  minutos com um chute de Acuña que passou perto do gol defendido por Gatito Fernández.

Aos 27 minutos, o Botafogo marcou o segundo gol. Diego Souza recebeu pela esquerda e cruzou. Luiz Fernando dividiu com o goleiro, ficou com a bola e tocou para ampliar o marcador. Com o gol, Luiz Fernando quebrou um jejum de 21 jogos sem marcar.
O mesmo Luiz Fernando quase voltou a marcar aos 32 minutos, mas o goleiro Escobar fez grande defesa no chute do atacante.

O Sol de América seguia mostrando difiuldades para se aproximar da defesa carioca. Só aos 36 minutos é que o time visitante apareceu na área com a conclusão de Richard Franco que encobriu o travessão defendido por Gatito Fernández.

Logo depois, o volante Alex Santana sentiu dores no tornozelo e pediu para sair. Gustavo Bochecha entrou na vaga.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o Sol de América passou a pressionar em busca do primeiro gol, mas o Botafogo soube se defender bem e impedir que a equipe paraguaia entrasse na sua área em condições de concluir.

O Botafogo ainda teve a chance de marcar o terceiro gol em contra-ataque rápido, mas João Paulo errou ao tentar passar a bola quando estava livre para concluir.

O segundo tempo começou com o Sol de América mais adiantado, tentando descontar a vantagem do time carioca, mas foi o Botafogo que criou o primeiro momento de perigo quando Gustavo Bochecha chutou forte e Escobar fez boa defesa.

Aos sete minutos, o Alvinegro de General Severiano marcou o terceiro gol. Luiz Fernando fez ótimo passe para Gilson que investiu pela esquerda e cruzou para a entrada de Gustavo Bochecha que não teve trabalho para marcar. Foi o primeiro gol marcado por Bochecha como profissional.

Mesmo com três gols de desvantagem, o Sol de América ainda buscava formas de chegar ao gol defendido por Gatito Fernández.  O time paraguaio ensaiou marcar a saída de bola da equipe carioca que era obrigado a sair da defesa com lançamentos para os atacantes.

O Botafogo poderia ter marcado mais um gol aos 21 minutos quando Diego Souza invadiu a área e tentou driblar o goleiro paraguaio, mas Escobar deu o bote certo e ficou com a bola, frustrando o atacante alvinegro.

Quatro minutos depois, Diego Souza conseguiu marcar. Ele recebeu ótimo passe de Erik e tocou na saída do goleiro paraguaio.
Depois do quarto gol, Barroca decidiu poupar alguns jogadores, substituindo os atacantes Luiz Fernando e Diego Souza pelos jovens Lucas Barros e Igor Cássio.

Aos 37 minutos, os dois novos atacantes fizeram boa jogada. Igor Cássio cruzou e Lucas Barros cabeceou para grande defesa de Escobar, evitando o quinto gol.

O Botafogo desperdiçou nova oportunidade para marcar aos 44 minutos, quando Erik chegou a driblar o goleiro Escobar, mas perdeu o ângulo e teve sua conclusão bloqueada pela zaga na última jogada importante da partida.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-BRA 4 X 0 SOL DE AMÉRICA-PAR

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de maio de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 19h15(de Brasília)
Público: 15.386 presentes
Árbitro: Estebán Ostojich (Uruguai)
Assistentes: Nicolas Taran (Uruguai) e Gabriel Popovic (Uruguai)

Cartão Amarelo: Richard Franco, Salcedo(Sol)

Gols: Cícero, aos sete minutos e Luiz Fernando aos 27  minutos do primeiro tempo; Gustavo Bochacha aos sete minutos e Diego Souza aos 25 minutos do segundo tempo (BOT)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana(Gustavo Bochecha), Cícero e João Paulo ; Erik, Luiz Fernando(Lucas Barros) e Diego Souza(Igor Cássio)
Técnico: Eduardo Barroca

SOL DE AMÉRICA: Escobar, Clar(Vera), Villalba, Portillo e Acuña; Richard Franco, Edgar Ferreira e Jourdan e Ruíz Díaz(Giménez); Villagra(Salcedo) e Otazú
Técnico: Javier Sanguinetti

Ads – Rodapé Posts




Escalação
Botafogo

Gatito Fernandez


Fernando Constanza


Joel Carli


Gabriel


Gilson


Cícero


Alex Santana


Luiz Fernando


João Paulo


Diego Souza


Erik


Gustavo


Igor Cássio


Lucas Barros


Tec - Eduardo Barroca
Sol de América

Rubén Escobar


Iván Villalba


Federico Acuña


Milciades Portillo


Edgar Ferreira


Richard Franco


Walter Clar


Federico Jourdan


Mario Otazú


César Villagra


Rodrigo Ruiz Díaz


Óscar Giménez


Aldo Vera


José Salcedo


Javier Sanguinetti - Tec

Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores