Conmebol multa Boca por gestos racistas de torcedores em partida contra o Corinthians na Bombonera

São Paulo, SP

25/06/22 | 13:58 - 25/06/22 | 15:09

A Conmebol decidiu a pena do Boca Juniors após torcedores serem flagrados fazendo gestos racistas em direção à torcida do Corinthians no empate por 1 a 1 na Bombonera, pela fase de grupos da Libertadores, no dia 17 de maio. O clube foi multado em 100 mil dólares (aproximadamente R$ 524,3 mil) pela infração.

Recentemente, o time argentino recebeu sansão parecida da entidade por caso mais uma vez envolvendo o Corinthians. Na Neo Química Arena, durante a vitória do Timão por 2 a 0, no dia 26 de abril, um torcedor xeneize foi flagrado fazendo gestos de macaco. Na ocasião, a penalidade imposta foi de 30 mil dólares (R$ 157,3 mil).

Em seu site oficial, a Conmebol ainda declarou que, se houver reincidência de caso similar a estes, a equipe correrá risco de jogar com portões ''totalmente ou parcialmente'' fechados em sua próxima partida como mandante pela Libertadores.


A nota emitida ainda fez algumas exigências ao Boca. Em sua próximo jogo na Bombonera pela competição, o clube deverá providenciar uma faixa com a inscrição ''Basta de Racismo'', que será exibida no momento em que as equipes se perfilarem no gramado. Além disso, a mesma frase deverá ser exibida no telão do estádio durante toda a partida.

O valor da multa será debitado automaticamente da quantia que a equipe argentina receberá por direitos televisivos e patrocínios na competição. Porém, a Conmebol informa que ainda cabe recurso a esta decisão, no prazo de sete dias após o dia seguinte da notificação.

Dentro de campo, o Boca Juniors se prepara para enfrentar novamente o Corinthians, desta vez pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores. A bola rolará às 21h30 (de Brasília) desta terça-feira. A volta, na Bombonera, deve ser a partida em que a equipe cumprirá as determinações da Conmebol.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Confira a nota emitida pela Conmebol na íntegra:

A Comissão Disciplinar da CONMEBOL,
RESOLVE

1º. IMPOR ao CLUB ATLÉTICO BOCA JUNIORS uma multa de USD 100.000 (CEM MIL DÓLARES AMERICANOS) pela infração ao Artigo 17 do Código Disciplinar da CONMEBOL, em concordância com o artigo 31 do Código Disciplinar da CONMEBOL. O valor desta multa será debitado automaticamente da quantia que o Clube receberá da CONMEBOL por direitos Televisivos ou de Patrocínio.

2°. ADVERTIR expressamente o CLUB ATLÉTICO BOCA JUNIORS que, em caso de reiteração de qualquer infração à disciplina esportiva, de igual ou similar natureza, na qual causou o presente procedimento, a Comissão Disciplinar da CONMEBOL poderá determinar o encerramento total ou parcial do estádio para seu seguinte jogo na condição de local.

3°. ORDENAR ao CLUB ATLÉTICO BOCA JUNIORS a realizar seu seguinte jogo em condição de local na CONMEBOL Libertadores 2022, as seguintes ações:

a) EXIBIR um cartaz com a frase “Basta de Racismo” no Protocolo de início de jogo, no momento da formação das equipes na frente da arquibancada de honra. O desenho e medidas do cartaz serão informados pela Direção Comercial e Marketing da CONMEBOL.

b) EXIBIR desde KO -2h até o final do jogo, na tela gigante do Estádio, a frase “Basta de Racismo”, com exceção aos momentos nos quais devam ser exibidas as ações esportivas e comerciais próprias da Competição. O desenho da imagem a ser exibida será enviado pela Direção Comercial e Marketing da CONMEBOL.

4°. NOTIFICAR o CLUB ATLÉTICO BOCA JUNIORS.

Contra esta decisão cabe recurso perante a Comissão de Apelações da CONMEBOL no prazo de 7 (sete) dias contados a partir do dia seguinte da notificação dos fundamentos desta decisão, conforme o Artigo 67.2 do Código Disciplinar da CONMEBOL.

O recurso deverá cumprir com as formalidades exigidas no artigo 67.4 e seguintes do Código Disciplinar da CONMEBOL. conformidade com o Art. 67.5 do Código Disciplinar da CONMEBOL, a quota de apelação de USD 3.000 (TRÊS MIL DÓLARES ESTADUNIDENSES) deve ser paga por transferência. 

Deixe seu comentário