Futebol/Barcelona

Messi rechaça apelido de Deus, fala sobre Neymar e projeta aposentadoria

São Paulo , SP
09/10/2019 09:46:00

Em: Barcelona, Futebol, Futebol Internacional

Conhecido por falar pouco, Lionel Messi concedeu uma entrevista à rádio catalã RAC1 e comentou sobre diversos assuntos. Chamado de “D10S” pela torcida do Barcelona, uma brincadeira feita com o número 10 e a palavra “Deus” em espanhol, o argentino disse que, na verdade, não gosta muito do apelido.

“Não gosto que me comparem com Deus. É muito exagerado dizerem isso, não quero que os meus filhos ouçam porque eles copiam tudo. Não é bom ouvirem algo assim”, disse.

O jogador falou também sobre Neymar, um dos seus grandes amigos no mundo da bola, e revelou que achava que o brasileiro acertaria sua transferência para o Real Madrid.

Foto: Josep Lago/AFP

“Sinceramente, pensei a certa altura, sobretudo neste mercado, que se Neymar não viesse para o Barcelona, iria para o Real Madrid, porque pensei que ele tinha vontade de sair do Paris Saint-Germain. Neymar tinha demonstrado o desejo de uma mudança, e eu achava que Florentino Pérez e o Real Madrid iam fazer alguma coisa para levá-lo”, afirmou.

Além disso, o ídolo do Barcelona respondeu se, um dia, já pensou em seguir o exemplo de Neymar e também deixar o clube catalão.

“Com o problema com a receita (espanhola) em 2013/14, me passou pela cabeça sair, não por querer deixar o Barça, mas para sair de Espanha. Sentia que estava sendo maltratado, não queria continuar. Não tive nenhuma oferta porque todos sabiam que a minha ideia era continuar aqui”, afirmou.

Aos 32 anos, o craque argentino revelou também que já pensa em aposentadoria, mas evitou cravar uma idade exata para sua despedida dos gramados.

“Vou medindo isso a cada ano, vejo se estou bem ou mal, se posso continuar ou não… Entramos numa idade onde as coisas começam a custar, é normal e lógico. Posso dizer (que vou me aposentar) aos 35, 36… Mas posso chegar a essa idade e já mal me mexer”, completou.