Ex-Barcelona, Koeman defende Xavi: "Ser treinador do Barça é um atentado à saúde mental" - Gazeta Esportiva
Ex-Barcelona, Koeman defende Xavi: "Ser treinador do Barça é um atentado à saúde mental"

Ex-Barcelona, Koeman defende Xavi: "Ser treinador do Barça é um atentado à saúde mental"

Gazeta Esportiva

Por Redação

08/02/2024 às 18:18

São Paulo, SP

Em entrevista à ESPN, Ronald Koeman, atual treinador da seleção holandesa, falou a respeito da saída de Xavi do comando técnico do Barcelona. Koeman, que treinou a equipe catalã entre os anos de 2020 e 2021, alegou que a pressão é muito forte. "Ser treinador do Barça é um atentado à saúde mental", resumiu.

Koeman, assim como Xavi, também defendeu o time como jogador e traçou um comparativo entre as duas funções. "É muito mais divertido ser jogador do Barcelona do que treinador, e Xavi, como catalão e filho do clube, certamente percebeu isso". O técnico da Holanda também relatou que estar no comando técnico do Barça foi o maior desafio de sua carreira. "O (trabalho no Barcelona) foi o mais difícil que alguma vez fiz. Sofri com a pressão e o estresse", contou.

Outro dos argumentos que ele acredita que afetou Xavi foi a falta de experiência como treinador. "Ele veio do Catar e depois foi para o Barcelona, não estava acostumado a receber críticas negativas, só recebia elogios", argumentou o holandês. Além disso, acrescentou que a imprensa “aponta uma 'arma' para você. Se as coisas não correrem bem, a culpa é do treinador. Eu também sofri esse estresse e pressão”.

Em 63 partidas à frente do Barcelona como técnico, Ronald Koeman conquistou 37 vitórias, empatou em 11 oportunidades, além de 15 derrotas.


Conteúdo Patrocinado