Gazeta Esportiva

Barça vira sobre o Atlético e aumenta vantagem na liderança

São Paulo, SP

30/01/16 | 15:02 - 26/05/17 | 17:11

Barcelona's Uruguayan forward Luis Suarez (R) celebrates after scoring past Barcelona's Argentinian forward Lionel Messi (L) and Barcelona's Brazilian forward Neymar (C) during the Spanish league football match FC Barcelona vs Club Atletico de Madrid at the Camp Nou stadium in Barcelona on January 30, 2016.   AFP PHOTO/ PAU BARRENA / AFP / PAU BARRENA
Time catalão venceu Atlético de Madrid por 2 a 1 no Camp Nou em duelo direto pela liderança (Foto: Pau Barrena/AFP)

O Barcelona manteve a liderança do Campeonato Espanhol neste sábado. O time catalão venceu, de virada, confronto direto pela ponta da tabela diante do Atlético de Madrid, no Campo Nou, por 2 a 1, e abriu três pontos de vantagem sobre os colchoneros na ponta da tabela.

A equipe azul-grená não teve vida fácil, e viu o adversário abrir o placar logo aos nove minutos de partida, com Koke. A vantagem, porém, não durou muito. Aos 29, Messi empatou o placar e, aos 37, Suárez virou após bela assistência de Daniel Alves. O Barcelona ainda contou com as expulsões do brasileiro Filipe Luis e do uruguaio Godín para confirmar o triunfo.

Os catalães voltam a entrar em campo pelo Campeonato Espanhol no próximo domingo, a partir das 9h (de Brasília), contra o Levante, em Valencia. Um dia antes, às 13h, o Atlético recebe o Eibar no Vicente Calderón.

Atlético não se intimida e abre o placar 

000_DV2219476
Koke abriu o placar para o Atlético aos nove minutos de jogo (Foto: Pau Barrena/AFP)

Como de praxe, o Atlético de Madrid não se intimidou com a poderosa equipe da casa, e começou a partida impondo seu ritmo de jogo. Logo aos três minutos, Saúl bateu forte e obrigou o goleiro Bravo a fazer uma grande defesa.

O bom início dos colchoneros foi coroado com gol. Aos nove minutos, o mesmo Saúl fez jogada individual pela direita e cruzou para a área. A bola passou pelo atacante Griezmann, mas não passou por Koke, que tocou de primeira para o fundo da rede.

O time visitante quase chegou a marcar mais um dez minutos depois. O argentino Augusto Fernández bateu da entrada da área e levou muito perigo ao gol de Bravo, mas a bola passou raspando a trave direita.

Trio MSN entra em ação e vira o placar 

Barcelona's Argentinian forward Lionel Messi (R) celebrates with Barcelona's Brazilian forward Neymar after scoring during the Spanish league football match FC Barcelona vs Club Atletico de Madrid at the Camp Nou stadium in Barcelona on January 30, 2016.   AFP PHOTO/ PAU BARRENA / AFP / PAU BARRENA
Neymar iniciou jogada para o gol de empate de Messi (Foto: Pau Barrena/AFP)

O Barcelona começou a demonstrar seu tradicional estilo de jogo nos minutos seguintes. O Atlético já não marcava com o mesmo ímpeto, e assistia à incessante troca de passes do time catalão. Foi assim que, aos 28 minutos, o Barça criou sua primeira grande chance: Iniesta cruzou para Suárez, que bateu de primeira para grande defesa de Oblak.

No minuto seguinte, mais uma grande sequência de troca de passes do ataque catalão terminou em gol. Jordi Alba recebeu bela enfiada de bola de Neymar na esquerda e ajeitou para Messi bater de primeira e igualar o marcador.

O empate impulsionou a equipe blaugrana, que conseguiu a virada antes do final da etapa inicial. Aos 37 minutos, em mais uma jogada com toque brasileiro, Daniel Alves deu um belo lançamento para Luis Suárez, que recebeu na área e tocou por entre as pernas de Oblak.

Expulsões garantem resultado ao Barça

O Atlético de Madrid se complicou de vez na partida aos 44 minutos. O lateral brasileiro Filipe Luis entrou com a sola da chuteira na canela de Lionel Messi e foi expulso de campo, deixando os madrilenhos com um a menos.

Mesmo desfalcado, o time colchonero chegou com perigo no início do segundo tempo. Aos 10 minutos, o meia Carrasco cruzou na medida para Griezmann, que bateu de primeira e obrigou Bravo a defender com os pés e salvar o Barça.

No entanto, aos 19 minutos, o time de Madri voltou a ver um jogador indo mais cedo para o chuveiro. O zagueiro Godín fez falta em Suárez, recebeu o segundo cartão amarelo e teve de deixar o campo.

Com dois jogadores a menos, o Atlético demonstrou abatimento em campo e passou a assistir aos catalães, que faziam seu jogo sem se preocupar com os ataques adversários. Aos 33 minutos, Arda Turan recebeu de Busquets e chutou muito perto do gol defendido por Oblak. No lance seguinte, foi a vez do brasileiro Dani Alves assustar em chute cruzado.

O Atlético ensaiou uma pressão nos minutos finais, mas Claudio Bravo, inspirado, evitou o empate dos colchoneros e garantiu a primeira posição da Liga ao Barça.

Deixe seu comentário