Gilson Kleina é demitido do Avaí, e Raul Cabral assume interinamente

São Paulo, SP

10-11-2015 21:30:35

Mais um treinador caiu neste Campeonato Brasileiro. Mesmo faltando quatro rodadas para o fim da competição, a diretoria do Avaí decidiu, nesta terça-feira, demitir o treinador Gilson Kleina, em reunião em Santa Catarina na qual as duas partes teriam “amigavelmente” chegado a tal solução.

Como há pouco tempo para a contratação de um novo profissional dentro desta Série A, que acaba em menos de um mês, no dia 6 de dezembro, o comando da equipe ficará nas mãos de um interino: Raul Cabral, auxiliar técnico do clube.

A situação difícil em que recebe o time, no entanto, não é novidade para Cabral. Em março, assumiu a equipe após a demissão de Geninho, de quem já era auxiliar, com a missão de livrá-la do rebaixamento no Campeonato Catarinense. Uma semana depois, no entanto, Gilson Kleina foi contratado e conseguiu evitar o descenso.

Agora, a dispensa do técnico é consequência direta da série de sete jogos sem vitória do time na Série A, que deixa os avaianos apenas um ponto acima da zona de rebaixamento. O estopim foi o revés do último domingo, para o Atlético Paranaense na Arena da Baixada.

Com 47 anos, Kleina volta a ficar disponível no mercado para a próxima temporada, assim como Doriva, recém-dispensado pelo São Paulo. Em seu currículo, o ex-comandante do Avaí também acumula passagens por equipes como Palmeiras, Bahia e Ponte Preta.

À frente do Avaí, venceu 13 jogos, empatou 10 e foi derrotado em 18 oportunidades, acumulando aproveitamento de 39,8%. Deixa a equipe na 16ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 35 pontos.

Deixe seu comentário