Victor elogia Flamengo e evita citar reclamações de repórter e dirigentes

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
23/05/2018 15:14:01

Em: Atlético-MG, Bastidores, Brasileiro Série A, Campeonatos, Flamengo
Victor elogiou o time do Flamengo (Foto: Bruno Cantini/Atlético)

A última rodada do Campeonato Brasileiro, o Galo ganhou do Cruzeiro, sem problemas com a arbitragem. Já o Flamengo empatou com o Vasco, no clássico Carioca, e o árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro se viu no meio de uma confusão e mostrou o cartão vermelho para quatro atletas, dois de cada time. Agora, para o confronto entre Atlético e Flamengo, neste sábado, às 21h (de Brasília), no Independência, o goleiro Victor evitou entrar neste tipo de assunto.

O arqueiro disse que não acompanha o noticiário, mas ressaltou que não há favorecimento para um lado ou outro. “Eu nem acompanho esse noticiário, isso não vem ao caso, a gente vai fazer uma edição de imagem dos erros de arbitragem que prejudicaram o Atlético, vamos ver que não tem erro contra o Flamengo. A arbitragem tem errado, sempre é alvo de polêmica, a arbitragem só vai ter credibilidade no Brasil quando for profissionalizada. Tem que ter recursos eletrônicos para minimizar os erros”, destacou.

Após o jogo, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro foi chamado de “ruim” por Ricardo Lomba, vice-presidente de futebol do Flamengo. Até o repórter Eric Faria, da Globo, usou seu perfil no Twitter para criticar o juiz. “Qual o próximo jogo do Flamengo? Atlético-MG. O juiz de onde é? Federação Mineira. Quando tem final de campeonato mineiro, sempre apita um juiz de fora. Pq? Pq o Ricardo é um péssimo árbitro”, postou em seu perfil.

Se existe reclamação da arbitragem, Victor alertou que o time carioca tem muita qualidade e falou dos principais pontos que o Galo precisa ter cuidado.

“Sempre tem equipes técnicas, tocam bem a bola, atletas de velocidade, jogam para frente, atenção no sentido de minimizar e neutralizar alguns jogadores. Mas temos que jogar pra frente, sem expor defensivamente”, finalizou.