Réver revela problemas para dormir e pede recuperação imediata na Libertadores

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
14/03/2019 20:05:28 — 14/03/2019 20:27:06

Em: Atlético-MG, Bastidores, Campeonatos
Réver revelou perder o sono com os problemas enfrentados pelo Galo (Foto: Atlético)

Quando Réver assinou contrato com o Atlético para a temporada 2019, com três anos de vínculo, na mala com ele chegou também o histórico com a camisa do clube e, sobretudo, seu currículo com conquistas. O defensor venceu a Copa Libertadores em 2013 e participou da campanha da Copa do Brasil 2014. A atual situação, no entanto, tira o sono do jogador.

O Galo perdeu as duas primeiras partidas na competição continental 2019 – Cerro Porteño, no Mineirão, e Nacional, no Uruguai, ambas com o futebol questionável. A última colocação do grupo preocupa o time preto e branco e o jogador pede uma revolução para o clube conseguir coisas melhores dentro do torneio.

“Tenho dormido bem pouco com essa situação, pensando em maneiras que eu tenha que melhorar para ajudar nossos companheiros para que nós possamos vencer na competição, que é de suma importância para nós”, contou o jogador.

O Atlético mudou seu estilo de jogo para três volantes, ideia do técnico Levir Culpi que a defende com unhas e dentes. Todavia, a partir desta mudança que o Galo passou a sofrer em campo. Atualmente, a equipe alvinegra não consegue ser um bom adversário para seus oponentes – e o peso sobra para imprensa com entrevistas de Levir Culpi dando respostas ruins aos jornalistas. Réver ressalta que é necessário uma mudança de postura.

“Nossa mudança de postura é essencial nos quatro jogos. A gente sabe que precisa vencer, mas a gente não vai vencer os quatro jogos de uma só vez. A gente vai ter que pensar no próximo jogo e ir pensando jogo a jogo. A nossa situação realmente não está nada favorável. A gente sabe disso. Assumimos essa responsabilidade, até porque quem nos colocou nessa situação fomos nós mesmos. Então, nós mesmos vamos nos tirar dessa situação”, finalizou.