Maidana cresce na zaga atleticana e faz avaliação do seu momento no Galo

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
20/08/2018 17:38:32

Em: Atlético-MG, Bastidores, Brasileiro Série A, Campeonatos
Maidana espera fazer história com a camisa do Galo (Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Aos poucos Iago Maidana vai ganhando a confiança do torcedor atleticano com a camisa alvinegra. Após a vitória sobre o Botafogo, por 3 a 0, no Rio de Janeiro, o defensor avaliou seu momento e garante que se cobra quando entende que não fez uma boa partida.

“Chegou o meu momento. Eu costumo sempre ver meus lances, minhas atuações. Apesar da vitória do time, não gostei nada da minha atuação contra o Santos. Acho que (contra o Botafogo) foi um jogo para eu me redimir comigo mesmo, até pela questão da confiança. Foi um jogo bom, jogo que todo mundo se ajudou. Temos que continuar assim. Me cobrei muito depois do jogo contra o Santos, sou um cara que me cobro quando faço uma partida regular ou ruim. Precisei retomar essa confiança para que todo mundo possa ver que eu estou evoluindo, que posso ajudar daqui pra frente. Se está sendo visível, fico muito mais feliz e confiante”, destacou.

O Atlético terminou o returno na quinta colocação, com 30 pontos somados, oito de diferença para o São Paulo que é o atual líder da competição. Apesar da distância, Maidana garante que o Galo pode fazer um bom returno e ainda sonhar com o título.

“A gente quer buscar mais. A gente fala no título, sim. Ainda é possível, temos o returno inteiro pela frente, tudo pode acontecer. A gente vê equipes que estão na ponta tropeçando. O próprio Flamengo tropeçou. A gente tem que confiar, tem que colocar na cabeça que a gente é capaz de chegar lá em cima e e ser campeão com o time que a gente tem. Todos nós (acreditamos). O que a gente fala dentro de campo é somente em título, atingir os objetivos. Inter e o São Paulo saíram das competições que estavam disputando. Acho que, assim como nós, eles têm chances também. São Paulo está um pouco à frente, mas não podemos pensar negativo. Eles também vão tropeçar. É só ter confiança que vamos conseguir os objetivos”, finalizou.