Gazeta Esportiva

Hulk marca duas vezes de pênalti, e Atlético-MG vence a Caldense na estreia do Mineiro

São Paulo, SP

21/01/23 | 18:35 - 21/01/23 | 18:37

Na estreia do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG recebeu a Caldense na tarde deste sábado, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), e venceu por 2 a 1. Hulk (duas vezes de pênalti) marcou para os mandantes, enquanto Patrick Marcelino fez o tento visitante. Everson ainda pegou uma penalidade e impediu o empate.

Assim, o Galo inicia a temporada 2023 com vitória. O time treinado por Eduardo Coudet contou com a estreia de diversos reforços e, agora, assume a vice-liderança do Grupo A - empatado em pontos com o Athletic Club, mas atrás pelos critérios de desempate. Pouso Alegre e Vila Nova-MG completam a chave.

Por outro lado, a Veterana começa o estadual sem pontuar e, dessa forma, amarga a lanterna do Grupo B, que ainda conta com América-MG, Democrata e Patrocinense. Nenhum outro clube da chave, entretanto, entrou em campo ainda.

Na próxima rodada, portanto, o Atlético-MG visita o Tombense, às 11 horas (de Brasília) de domingo (29), no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé (MG). Na tarde anterior, a Caldense recebe o Democrata, a partir das 16 horas, no Estádio Dr. Ronaldo Junqueira, em Poços de Caldas (MG).

O jogo entre Atlético-MG e Caldense

Antes do apito inicial, a partida marcou homenagens a Pelé, que faleceu em 29 de dezembro do ano passado. Além do minuto de silêncio, padrão em partidas ao redor do mundo em respeito ao Rei do Futebol, o Atlético-MG utilizou um patch com a imagem do ex-jogador na camisa de jogo e Hulk também trouxe o rosto do maior jogador de todos os tempos na faixa de capitão. Pelé era nascido em Três Corações, em Minas Gerais.

Com a bola rolando, o Galo tomou conta da posse da bola e levou perigo aos 16 minutos do primeiro tempo. Calebe chegou na linha de fundo e lançou para Paulinho na pequena área, mas o atacante desviou a bola com pouca força. Cinco minutos depois, Hulk recebeu cruzamento, dominou no peito e bateu, mas parou em defesa de Elissom.

Aos 22, Allan recebeu na risca da grande área e foi derrubado por João Victor. O árbitro, que havia mandado o lance seguir, foi orientado pelo VAR a checar a jogada e, após análise no monitor, assinalou pênalti para o Atlético-MG. Hulk foi para a cobrança, aos 25, e deslocou o goleiro para abrir o placar no Independencia.

A resposta da Caldense foi rápida e já aos 31 empatou o confronto com Patrick Marcelino. Em cobrança de falta, o zagueiro subiu antes da defesa alvinegra e desviou, de casquinha, para o fundo do gol. Sete minutos mais tarde, a Veterana quase virou, mas Everson salvou o Galo.

Antes do fim da etapa inicial, aos 48 minutos, o Atlético-MG ainda levou perigo com Paulinho, que se livrou do marcador na ponta esquerda, entretanto, chutou por cima do gol de Elissom.


Mais dois pênaltis na segunda etapa

Na volta do intervalo, o Galo teve oportunidade clara de voltar à frente no marcador. Praticamente debaixo do travessão, Hulk recebeu cruzamento rasteiro de Igor Gomes, aos sete minutos, mas pegou mal na bola, com o tornozelo, e mandou pela linha de fundo. Quatro minutos depois, o capitão alvinegro aproveitou afastada parcial do goleiro e tentou de voleio, mas também mandou para fora.

Aos 22, novamente o árbitro de vídeo entrou em ação para alertar sobre um possível segundo pênalti para o Atlético-MG, sofrido por Bruno Fuchs na cobrança de escanteio. Após análise do lance, o juiz então marcou a penalidade, cometida por Fabrício Bigode. Aos 25, Hulk, outra vez, foi o batedor e bateu no canto esquerdo alto para marcar o segundo na partida.

A Caldense entretanto não se abateu com o revés e teve um pênalti marcado, desta vez, a seu favor para empatar a partida. Everson saiu do gol para pressionar Aruá dentro da área, mas acertou o meio-campista e o árbitro assinalou a penalidade com convicção. Geovane Itinga foi para a cobrança, mas bateu fraco e facilitou a defesa do goleiro alvinegro.

Por fim, quando o relógio já marcava os 51 minutos, uma improvável reação da Caldense ficou ainda mais difícil. Isso porque Kayo acertou o rosto Allan com as travas da chuteira em disputa da bola e levou o cartão vermelho direto, deixando a Veterana com dez em campo.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 1 CALDENSE

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 20 de janeiro de 2023
Horário: 16h30 (horário de Brasília)
Árbitro: André Luiz Policarpo Bento (MG)
Assistentes: Magno Arantes Lima (MG) e Samuel Henrique Soares Silva (MG)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Cartões amarelos: João Victor, Mayco Félix, Erivelton, Patrick Marcelino (Caldense); Jemerson, Allan e Patrick (Atlético-MG)
Cartão vermelho: Gladstone (auxiliar técnico), Kayo (Caldense)
Público: 22.030 pessoas
Renda: R$ 493.896,80

Gols:
ATLÉTICO-MG: Hulk (25' 1ºT) (25' 2ºT)
CALDENSE: Patrick Marcelino (31' 1ºT)

ATLÉTICO-MG: Everson; Paulo Henrique (Igor Gomes), Bruno Fuchs, Jemerson (Nathan Silva) e Dodô; Allan, Edenilson, Calebe (Patrick) e Pedrinho (Hyoran); Paulinho (Otávio) e Hulk
Técnico: Eduardo Coudet

CALDENSE: Elissom; João Victor, Patrick Marcelino, Suéliton e Alyson Neves; Fabrício Costa e Aruá (Bruninho); Erivelton (Kayo), Erick Salles (Baianinho) e Aslen (Brown); Mayco Félix (Geovane Itinga)
Técnico: Gian Rodrigues

Deixe seu comentário