Atlético-MG é goleado pelo Tricordiano e pega a URT nas semifinais

Do correspondente Gustavo Aleixo - Belo Horizonte,MG

10-04-2016 18:01:51

Classificado com antecedência para as semifinais do Campeonato Mineiro e pensando na decisão da próxima quinta-feira, pela Libertadores, contra o Melgar-PER, o Galo se deu ao luxo de entrar com reservas neste domingo, no Independência, pela última rodada da primeira fase do Estadual. Do outro lado, porém, estava o Tricordiano que, brigando pelo rebaixamento, mostrou mais interesse na partida e acabou vencendo um desentrosado Atlético-MG, de virada, com uma goleada por 4 a 2, se livrando do descenso.

Apesar da derrota, o Galo terminou a primeira fase na segunda colocação e pega a URT, terceira colocada, nas semifinais, com a vantagem de jogar por dois empates ou vitória e derrota pelo mesmo saldo de gols. No outro confronto, o líder Cruzeiro terá dois clássicos diante do América-MG.

Com a vitória deste domingo, o Tricordiano encerra a sua primeira participação na elite do futebol mineiro na sétima posição. Livre do descenso na última rodada, a equipe de Três Corações acabou vendo Guarani-MG e Boa Esporte sendo rebaixados para a segunda divisão.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O Jogo – Conduzido pelo meia Cazares, o Galo começou a partida melhor e dominou o Tricordiano nos minutos iniciais, arriscando em chutes de fora da área. Apesar disso, a partida se mostrava bastante lenta, com ambas as equipes tendo dificuldades para furar as defesas adversárias.

Mesmo sem pressionar, o Atlético-MG abriu o placar aos 26 minutos. A arbitragem marcou pênalti sobre o zagueiro Tiago, e, na cobrança, Cazares deslocou o goleiro para colocar o Galo em vantagem no Horto. Bastou o gol atleticano para o jogo mudar de ritmo, e seis minutos depois, o Tricordiano empatou com Marcinho, após jogada individual e cruzamento de Juninho.

Na sequência do primeiro tempo, o Galo buscou recuperar a liderança no placar e Pablo, de cabeça, desperdiçou ótima chance. Carlos César e Clayton também tiveram oportunidades, em chutes de longa distância, porém ambos os arremates foram bem defendidos por Marcão.

Diferentemente do primeiro tempo, a etapa complementar começou com tudo, e o Tricordiano conseguiu a virada logo com um minuto. Leandro Donizete cometeu pênalti sobre Léo Guerreiro, e Juninho bateu bem para colocar a equipe visitante à frente no marcador. Sete minutos depois, Marquinhos fez o cruzamento e a bola ganhou o ângulo Victor, ampliando a vantagem do Tricordiano.

Após sofrer dois gols em poucos minutos, o Galo tentou se reeguer na partida e, por muito pouco, não diminuiu a desvantagem no placar em cabeçada de Edcarlos e em finalização de Lucas Cândido, que chegou a acertar a trave. O time da casa continuou pressionando, e Clayton obrigou o goleiro Marcão a fazer nova defesa no jogo.

Totalmente acuado, o Tricordiano se fechou na defesa e permaneceu segurando a pressão da equipe atleticana, que não conseguia superar o goleiro Marcão.  Robinho limpou dentro da área, bateu colocado, porém o arqueiro adversário mais vez foi bem, fazendo boa defesa.

Quando o placar parecia estar definido, Robinho nos acréscimos fez o segundo do Galo, porém, logo depois, o camaronês Arnold acabou marcando um belo gol, reforçando a bela vitória do Tricordiano, no Horto.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 X 4 TRICORDIANO

Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 10 de abril de 2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes Lima
Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Magno Arantes Lira
Cartões amarelos: Pablo, Leandro Donizete e Victor (Atlético-MG); Rodrigo Paulista (Tricordiano)

GOLS
ATLÉTICO-MG:
Cazares, de pênalti, aos 26 minutos do primeiro tempo; Robinho aos 49 minutos do segundo tempo
TRICORDIANO: Marcinho aos 32 minutos do primeiro tempo; Juninho, de pênalti, com 1 minuto, Marquinhos aos 7 minutos e Arnold aos 50 minutos do segundo tempo

Atlético-MG: Victor; Carlos César, Edcarlos, Tiago e Mansur (Robinho); Leandro Donizete, Eduardo, Lucas Cândido e Cazares; Clayton e Pablo (Capixaba)
Técnico: Diego Aguirre

Tricordiano: Marcão; Rodrigo Paulista, Nilo, Bruno Costa e Marquinhos; João Paulo, Bruno Moreno, Juninho (Arnold) e Júnior Lemos; Marcinho (Diogo Capela) e Léo Guerreiro (Dinei)
Técnico: Paulo César Catanoce

Deixe seu comentário