Denílson se despede da célula evangélica e recolhe objetos em Belo Horizonte

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
07/12/2018 16:21:30

Em: Atlético-MG, Bastidores, Brasileiro Série A, Campeonatos
Denílson não vai permanecer no Atlético em 2019 (Foto: Atlético)

O atacante Denílson está de malas prontas para deixar o Atlético. Contratado durante a temporada 2018, o atleta não ficará no Galo na próxima.

A Gazeta Esportiva apurou que o Atlético já comunicou ao atleta que ele não permanecerá na próxima temporada e, com isso, o jogador já se despediu de sua célula evangélica – grupo de pessoas que se reúnem para orações. Outros atletas do Galo estão na aliança, entre eles o atacante Ricardo Oliveira.

Denílson também já juntou seus objetos e demostrou que não vai retornar a Belo Horizonte para se reapresentar em janeiro, com o restante do elenco atleticano.

Denílson perdeu espaço com a chegada do técnico Levir Culpi. Com o passar dos jogos, ele foi tirado até da reserva e Alerrandro foi colocado na vaga, sendo o substituto imediato de Ricardo Oliveira.

O Atlético comunicou ao jogador sua saída e estuda ainda a possibilidade de uma rescisão amigável. A chance maior é de um empréstimo. A ideia de encerrar o vínculo ocorre pelo alto custo que o avante representa para a agremiação.

Denílson é considerado um jogador caro aos cofres atleticanos. Ele custou 300 mil euros (R$ 1,3 milhão) e tem custos mensais de R$ 200 mil. Na época, aprovado pelo Presidente Sérgio Sette Câmara, Alexandre Gallo confirmou cinco anos de contrato com o atacante – algo questionado e não explicado pelo clube.