Com reservas, Atlético-MG recebe ameaçado Tricordiano no Horto

Do correspondente Gustavo Aleixo - Belo Horizonte,MG

10-04-2016 09:36:31

Recém-contratado, goleiro Lauro deve fazer sua estreia neste domingo (Bruno Cantini/CAM)
Recém-contratado, goleiro Lauro deve fazer sua estreia neste domingo (Bruno Cantini/CAM)

Garantido nas semifinais do Campeonato Mineiro, o Galo ainda busca a classificação na Copa Libertadores. E é exatamente por isto que o Atlético-MG entrará em campo com um time reserva diante do Tricordiano, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Independência, pela última rodada da primeira fase do Estadual.

Apesar de ainda precisar confirmar a segunda colocação do Campeonato Mineiro para garantir vantagens nas semifinais – a URT, terceira colocada, ainda pode ultrapassar o Galo –, o time alvinegro visa um objetivo maior na próxima quinta-feira, contra o Melgar, no Mineirão, quando precisará de um empate para se classificar para as semifinais da Libertadores.

“Dá para pensar no Mineiro, mas o foco é na Libertadores. Só depende da gente e vamos buscar a primeira colocação em nosso grupo”, afirmou o lateral Marcos Rocha, que será poupado neste domingo.

Além da necessidade de classificação na competição continental, o desgaste físico dos atletas deve ser preponderante para que diversos titulares sejam preservados neste domingo. Isto, porque, após a derrota para o Independiente del Valle, na quarta-feira, a delegação atleticana só veio a desembarcar em Belo Horizonte na sexta, realizando um único treinamento neste sábado.

Dentre os atletas titulares, que atuaram na última quarta-feira, apenas Cazares e Robinho devem atuar neste domingo, já que foram substituídos ao longo da partida no Equador, estando, portanto, menos desgastados. Na defesa, a grande novidade deve ser a estreia do experiente goleiro Lauro, de 35 anos, recém-contratado pelo clube alvinegro, porém Victor, recuperado de uma cirurgia no joelho direito e liberado para treinar neste sábado, também pode pintar como surpresa na equipe.

Com problemas dentro e fora de campo, Tricordiano busca evitar rebaixamento (Tricordiano/Divulgação)
Com problemas dentro e fora de campo, Tricordiano busca evitar rebaixamento (Tricordiano/Divulgação)

Longe de apenas “cumprir tabela”, como o Galo, o Tricordiano joga pela sobrevivência no Independência. Com dez pontos e na nona colocação, a equipe de Três Corações (MG) integra a lista de seis clubes que entram em campo pela última rodada ameaçados pelo rebaixamento.

Promovido à elite do futebol mineiro no ano passado, o Tricordiano está empatado com vice-lanterna Boa Esporte e com o Tombense, além de estar a apenas um ponto do último colocado Guarani-MG. Se não bastasse desafio de vencer o Atlético-MG fora de casa e permanecer na primeira divisão, a equipe de Três Corações ainda vive situação conturbada fora de campo, após o presidente do clube, Gustavo Vinagre, ameaçar de morte o árbitro Gabriel Murta Barbosa Maciel ao final da derrota para o Tupi, na última rodada do Estadual.

Alheio ao cenário extracampo, o elenco do Tricordiano segue esperançoso na continuidade do clube na elite do futebol mineiro. “Estamos vivos e vamos para cima do Atlético-MG lá. Nosso objetivo é vencer e pontuar”, afirmou o atacante Júnior Lemos.

Para a partida contra o Atlético-MG, o Tricordiano não poderá contar com o lateral Gerson, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Tupi e será substituído por Marquinhos. O camaronês Arnold é outra opção e corre por fora na disputa.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG X TRICORDIANO

Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 10 de abril de 2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Felipe Fernandes Lima
Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Magno Arantes Lira

Atlético-MG: Lauro (Victor); Carlos César, Edcarlos, Tiago e Mansur; Leandro Donizete, Eduardo, Lucas Cândido e Cazares; Clayton e Robinho (Pablo)
Técnico: Diego Aguirre

Tricordiano: Marcão; Rodrigo Paulista, Nilo, Preto Costa e Marquinhos (Arnold); João Paulo, Diogo Capela, Dinei e Diego Palhinha; Júnior Lemos e Léo Guerreiro
Técnico: Paulo Cézar Catanoce

Deixe seu comentário