Atlético tem rendimento ruim em campo, mas Oswaldo vê time com “boas oportunidades”

Do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte , MG
05/10/2017 01:01:46

Em: Atlético-MG, Bastidores, Campeonatos

O Atlético tem um dos maiores investimentos do futebol brasileiro, com jogadores renomados no elenco, entre eles Fred, Elias, Robinho, Victor, Fábio Santos entre outros. Mas, no fim das contas, a única conquista foi o inexpressivo Campeonato Mineiro e duras quedas em competições cobiçadas como Copa do Brasil e Libertadores. Restou a Primeira Liga, com a final na noite dessa quarta-feira, contra o Londrina, no Estádio do Café. Mas, mais uma vez, o Galo se despediu com lágrimas do torneio, com a derrota nos pênaltis.

Oswaldo terá que arregaçar as mangas e trabalhar para melhorar o futebol do Atlético (foto: Bruno Cantini / Atlético)

O Atlético jogou mal durante boa parte do confronto. No primeiro tempo a equipe alvinegra praticamente não deu trabalho para o goleiro César. O time atleticano foi atacado, o arqueiro preto e branco, Victor, precisou salvar e o Galo sofreu pressão. Após o intervalo, o time sugeriu que mudaria, mas pouco fez para isso acontecer. Por fim, nos pênaltis, duas cobranças despediçadas.

Mas, mesmo com poucas chegadas, e praticamente nenhum lance de perigo, o técnico Oswaldo Oliveira viu sua equipe com “boas oportunidades”.

“Lamentável, mas tivemos boas oportunidades, nada suficiente”, disse o treinador que reconheceu que sua equipe poderia ter rendido mais. “Acho que poderíamos jogar melhor partida. Não conseguimos fazer, inclusive nos pênaltis houveram duas bolas que o Victor normalmente pegaria, mas elas infelizmente passaram”, acrescentou.

Um dos trabalhos de Oswaldo desde que chegou é recuperar a confiança e uma boa defesa para o Atlético. Ele acredita que isso já começou a acontecer.

“Isso tem sido uma preocupação nossa, temos trabalhado muito em cima disso. Para evitar os gols. Melhor caminho para a vitória é não levar gols. Infelizmente não conseguimos fazer hoje. Mas nossa ideia é recuperar a confiança da equipe, isso vem acontecendo, postura boa, com confiança, marcando bem”, finalizou.