Gabriel Jesus se torna referência no ataque do Arsenal para temporada 2022-2023

AFP - São Paulo,SP

12/08/22 | 18:39

Livre para se movimentar pelo campo em seu novo clube, o Arsenal, o atacante brasileiro Gabriel Jesus pode finalmente ter o status que sempre sonhou: o de goleador de sua equipe.

Em seu ex-time, o Manchester City, Gabriel Jesus sempre esteve à sombra de grandes atacantes. Primeiro, do argentino Kun Agüero; em seguida, a ascensão Raheem Sterling e Phil Foden, o que o levou a ocupar a posição de ponta-direita e inclusive a esquentar o banco de reservas, apesar de seu indiscutível talento. Seu espaço estava cada vez menor, ainda mais depois da contratação do norueguês Erling Haaland.


Sem dúvida, o Arsenal fez um bom negócio ao trazer o brasileiro, de 25 anos, por 50 milhões de euros (R$ 260 milhões na cotação atual). Com a saída do francês Alexandre Lacazette para o Lyon, Gabriel Jesus ficou sem concorrência para ser o camisa 9 do time.

A mudança de ares também o ajudará disputar uma vaga na Seleção Brasileira para a Copa do Mundo do Catar.

Nos "Gunners", Gabriel Jesus não demorou a mostrar seu valor: quatro gols em quatro jogos de preparação, um "hat-trick" na Copa Emirates contra o Sevilla.

"Um imenso talento"

Sua fome de gols é insaciável, o que rendeu elogios do técnico do Arsenal, o espanhol Mikel Arteta. "Ele tem um imenso talento com uma mentalidade contagiante, que nos vai ajudar muito", disse. "O papel de 'Gabi' será diferente do que ele tinha no seu antigo clube. Era uma posição que estávamos procurando há muito tempo e conseguimos atrair um jogador que todos queríamos", explicou o treinador.

De fato, o Arsenal está lutando para substituir Pierre-Emerick Aubameyang, o último atacante da equipe a marcar mais de 20 gols em uma edição do Campeonato Inglês, na temporada 2019-2020.

Lacazette e Nicolas Pépé, contratado em 2019 por 80 milhões de euros (R$ 416,5 milhões), nunca corresponderam às expectativas. O artilheiro do time na temporada passada foi o jovem ponta Bukayo Saka, autor de 11 gols, insuficiente para um clube do "Big Six". Agora, cabe a Gabriel Jesus ultrapassá-lo.


O brasileiro passou em branco na primeira rodada da Premier League, mas levou perigo à defesa do Crystal Palace. Rápido, driblador, excelente cabeceador e voluntarioso na marcação, Arteta o descreveu como "fator de medo" depois do jogo. "Nunca fica quieto na frente dos defensores, é difícil jogar contra ele", ressaltou o técnico.

Neste sábado, Gabriel terá seu primeiro grande teste em casa contra o Leicester City, na segunda rodada do Campeonato Inglês. Sem dúvida, ele tentará marcar seu primeiro gol em jogos oficiais no Emirates Stadium, em Londres.

Deixe seu comentário